1 evento ao vivo

Favorito holandês erra e sul-coreano herda ouro na patinação

23 fev 2010
18h57
atualizado às 20h16

Melhor do mundo nos 10.000 m da patinação de velocidade, Sven Kramer fazia uma prova perfeita nesta terça-feira. Contudo, cometeu um erro e, apesar de ter cravado o melhor tempo (12min54s50), foi punido pelos juízes. Melhor para o sul-coreano Seung-Hoon Lee, que herdou a medalha de ouro dos Jogos de Inverno de Vancouver, com direito a novo recorde olímpico ( 12min58s55).

Com a vitória, Seung-Hoon Lee conquista a segunda medalha em Vancouver - havia ficado com a prata nos 5.000 m, prova vencida justamente por Sven Kramer.

Nesta terça-feira, Seung-Hoon Lee, juntamente com o holandês Arjen van de Kieft, foi o quinto par a ir para a pista. O sul-coreano realizou uma prova impecável e, por pouco, não colocou uma volta sobre o concorrente.

Com o recorde olímpico superado, Sven Kramer, favorito absoluto, foi o último a ir à pista juntamente com o russo Ivan Skobrev. Voando baixo, o holandês caminhava tranquilamente para superar o sul-coreano, colocando em média 0,5s sobre o tempo do adversário.

Contudo, durante a prova, no limite para mudar de lado da pista, Kramer se equivocou e fez uma manobra considerada irregular pelos juízes - ao invés de patinar com os dois pés à esquerda do cone, ele passou por entre o objeto.

Kramer cravou 12min54s5 (novo recorde olímpico, superior ao do sul-coreano). Contudo, ao ser comunicado da possível irregularidade por seu técnico, Kramer não conteve a irritação e jogou seu óculos longe. Os juízes se reuniram, decidiram punir o holandês e deram a vitória a Seung-Hoon Lee.

A prata ficou com o russo Ivan Skobrev, bronze nos 5.000 m, que marcou o tempo de 3min02s07. Como consolação pelo episódio ocorrido com Sven Kramer, a Holanda teve Bob de Jong na terceira colocação, com o bronze.

Entenda as provas de patinação de velocidade

A patinação de velocidade é disputada em um circuito oval em provas de feminino e masculino e seis distâncias (500 m, 1.000 m, 1.500 m, 3.000 m, 5.000 m e 10.000 m). As velocidades chegam até a 70 km/h.

Dois atletas participam de cada corrida, mas não competem um contra o outro. O adversário em comum é o relógio. Ambos têm sua própria pista e têm que variar movimentos para que todos façam a mesma distância. Ganha quem fizer o menor tempo.

Há ainda a prova de perseguição por equipes na patinação de velocidade em Vancouver. Similar ao ciclismo dos Jogos de Verão, equipes de três integrantes largam na mesma hora e em cada lado da pista. O tempo só é definido quando o terceiro competidor cruza a linha.Jogos Olímpicos de Inverno no Terra

O Terra transmite ao vivo a competição em 15 canais simultâneos de vídeo. Além disso, os usuários têm a possibilidade de assistir novamente a todo o conteúdo a qualquer momento. Todo o acesso é gratuito.

Uma equipe de 60 profissionais está encarregada de fazer a cobertura direto de Vancouver e dos estúdios do Terra, em São Paulo, no Brasil, com as últimas notícias, fotos, curiosidades, resultados e bastidores da competição.

A equipe conta com a participação do repórter especialista em esportes radicais Formiga - com 20 anos de experiência em modalidades de neve -, e o pentacampeão mundial de skate Sandro Dias, que comenta a competição em seu blog no Terra.

No celular
wap: wap.terra.com.br
Iphone e smartphones: m.terra.com.br/Vancouver

Canadenses dão show na patinação ao som de Queen
Fonte: Terra

compartilhe

publicidade
publicidade