PUBLICIDADE

"Inacreditável", Martin exalta subida de degrau no pódio

28 fev 2010 09h21
| atualizado às 09h25
Publicidade

Oito anos depois de perder o ouro para a Noruega em Salt Lake City, Kevin Martin se consagrou ao comandar o Canadá na vitória por 6 a 3 sobre o mesmo rival escandinavo neste sábado, na decisão do curling masculino da Olimpíada de Vancouver.

"Honestamente, fizemos um grande jogo. Queríamos chegar a um lugar mais alto no pódio. Tudo que deveríamos fazer foi feito, e isso é muito bom", disse, eufórico, o esportista, 43 anos e tratado como um astro no país natal.

"É uma sensação maravilhosa que só vai melhorar quando os dias passarem e a ficha cair", afirmou ele, que não participou da vitoriosa campanha canadense na Olimpíada de 2006 e, assim, foi exaltado por todos os companheiros após seu primeiro ouro da carreira.

"Kevin Martin é inacreditável", disse Mark Kennedy. "Ele fez muito por este esporte, mais até do que qualquer um. Estamos com muito orgulho dele. Acho que não há mais dúvidas de que ele seja o melhor da história".

Destaque no triunfo sobre os noruegueses, John Morris também enalteceu o capitão da equipe. "Tenho certeza de que Kevin não queria uma outra prata em sua sala de troféus. Por isso, é muito bom termos conseguido este ouro para ele".

Martin agora junta sua medalha de ouro às outras quatro douradas que conquistou ao vencer a Tim Hortons Brier, competição mais importante canadense (em 1991, 1997, 2008 e 2009), e uma da Copa do Mundo, vencida em 2008.

Entenda a prova de curling dos Jogos de Inverno

Espécie de "bocha no gelo", o curling foi modalidade olímpica em 1924 mas depois só voltou ao programa em 1998, com provas masculinas e femininas que são disputadas em uma pista regular de gelo por times formados por quatro jogadores.

O objetivo do esporte é deixar as bolas que pesam cerca de 19 kg o mais perto possível de um círculo localizado no centro da pista (quanto mais próximo, mais pontos). Cada partida tem 10 "finais". Durante elas, os jogadores fazem as pedras deslizarem pelo gelo esfregando a superfície para controlar suas direções.

Jogos Olímpicos de Inverno no Terra

O Terra transmite ao vivo a competição em 15 canais simultâneos de vídeo. Além disso, os usuários têm a possibilidade de assistir novamente a todo o conteúdo a qualquer momento. Todo o acesso é gratuito.

Uma equipe de 60 profissionais está encarregada de fazer a cobertura direto de Vancouver e dos estúdios do Terra, em São Paulo, no Brasil, com as últimas notícias, fotos, curiosidades, resultados e bastidores da competição.

A equipe conta com a participação do repórter especialista em esportes radicais Formiga - com 20 anos de experiência em modalidades de neve -, e o pentacampeão mundial de skate Sandro Dias, que comenta a competição em seu blog no Terra.

No celular
wap: wap.terra.com.br
Iphone e smartphones: m.terra.com.br/vancouver

Musa canadense fracassa e dá ouro à Suécia no Curling:
Fonte: Terra
Publicidade