0

Névoa adia final do slalom gigante para quinta-feira

24 fev 2010
19h34
atualizado às 20h11
Anderson Giorge
Direto de Whistler

A forte névoa que atinge a cidade de Whistler, no Canadá, adiou a final do slalom gigante feminino para esta quinta-feira. A prova, que estava marcada originalmente para as 18h15 (de Brasília) de hoje e sofreu cinco adiamentos antes de ter a data alterada.

Musa americana erra e vai parar em rede de proteção

Na tarde desta quarta-feira, Whistler está sob uma temperatura de -1ºC. Mais cedo, durante a primeira tomada de tempo, nevou bastante. Depois disso, uma névoa densa tomou conta da pista, impedindo o início da final.

Mais cedo, a americana Lindsey Vonn decepcionou e ficou fora da luta por medalhas na prova. Na primeira tomada de tempo, ela vinha em ritmo forte, mas acabou sofrendo uma queda. Medicada no local, ela passa bem. A brasileira Maya Harissson abandonou a prova após perder o traçado da pista. Em sua estreia em Olimpíada, ela foi eliminada ainda na primeira descida depois de perder um dos gates (portões).

A austríaca Elisabeth Georgl marcou o melhor tempo da primeira etapa da prova, com 1min15s12. Lindsey havia feito uma parcial 0s36 abaixo do tempo de Georgl quando caiu.

A atleta americana apareceu na zona mista com um saco de gelo para conter o inchaço na mão direita. "Não sei ainda o que os exames irão dizer, mas espero estar de volta na sexta (para o slalom)", completou.

Entenda a prova de slalom gigante do esqui alpino

O slalom gigante é similar ao slalom, mas tem menos curvas e inclinações e um percurso maior. Cada esquiador desce duas vezes a montanha da mesma inclinação, mas com percursos diferentes. Os tempos são somados e o mais rápido é campeão olímpico.

O número de portas (espécies de obstáculos feitos com hastes e bandeira) costuma ser de cerca de 40 para as mulheres e 50 para homens. O slalom gigante costuma ter menos desistências que o slalom, mas os atletas que terminam o percurso sem passar por alguma porta (ou passam, mas de forma inadequada) são punidos e podem ser desclassificados.

Jogos Olímpicos de Inverno no Terra

O Terra transmite ao vivo a competição em 15 canais simultâneos de vídeo. Além disso, os usuários têm a possibilidade de assistir novamente a todo o conteúdo a qualquer momento. Todo o acesso é gratuito.

Uma equipe de 60 profissionais está encarregada de fazer a cobertura direto de Vancouver e dos estúdios do Terra, em São Paulo, no Brasil, com as últimas notícias, fotos, curiosidades, resultados e bastidores da competição.

A equipe conta com a participação do repórter especialista em esportes radicais Formiga - com 20 anos de experiência em modalidades de neve -, e o pentacampeão mundial de skate Sandro Dias, que comenta a competição em seu blog no Terra.

No celular
wap: wap.terra.com.br
Iphone e smartphones: m.terra.com.br/vancouver



Fonte: Terra

compartilhe

publicidade
publicidade