Jogos Inverno 2010

publicidade
19 de fevereiro de 2010 • 21h55 • atualizado em 20 de Fevereiro de 2010 às 00h07

Polêmica na patinação reativa Guerra Fria e estraga dia do campeão

Patinador russo ameaça abandonar o esporteClique no link para iniciar o vídeo
Patinador russo ameaça abandonar o esporte
 

Fernanda Russo Filomeno

A polêmica em torno do resultado final da patinação artística parece não ter fim. O ouro conquistado pelo americano Evan Lysacek foi ofuscado pela apresentação do então favorito, o russo Evegni Plushenko. E a rivalidade entre Estados Unidos e Rússia, com antecedentes históricos, veio à tona novamente.

Polêmica marca final masculinaClique no link para iniciar o vídeo
Polêmica marca final masculina

Na prova de quinta-feira, o americano fez uma bela apresentação, sem cometer erros. Depois foi a vez do russo, que também fez uma apresentação elogiada, mas com um adendo: foi o único realizou o salto quádruplo, o mais difícil da modalidade.

Apresentadores, comentaristas e especialistas apontavam a vitória para Plushenko, com Lysacek em segundo. Mas após a divulgação das notas dos jurados, veio a surpresa. Lysacek conquistava sua primeira medalha de ouro olímpica.

A polêmica do salto quádruplo se arrasta há muito tempo. Antes dos Jogos, Plushenko havia dito que patinação sem salto quádruplo, não é patinação. E que os homens tinham obrigação de, pelo menos, tentar executá-lo.

Lysacek, por sua vez, respondeu ao russo dizendo que se fizesse uma apresentação perfeita, não necessitaria de arriscar um salto quádruplo. E foi exatamente o que o americano fez.

Que a patinação artística é polêmica, todo mundo sabe. Mas as notas subjetivas são cada vez mais questionadas pelos adoradores do esporte.

A diferença de pontuação entre os dois, 1.31, é considerada alta na patinação. Por isso, há quem diga que a vitória americana foi premeditada.

Depois do "decepcionante" segundo lugar de Plushenko, até o primeiro-ministro da Rússia, Vladimir Putin, se pronunciou. "Aceite os meus parabéns pelo seu excelente desempenho nos Jogos Olímpicos de Inverno. A sua medalha de prata vale ouro", disse Putin. Na mesma toada, jornais russos criticaram a decisão dos árbitros e exaltaram a apresentação de Plushenko.

As manifestações relembraram os tempos de Guerra Fria, quando os Estados Unidos, capitalistas, e a União Soviética, socialista, travaram uma disputa pela hegemonia mundial entre as décadas de 50 e 80 do último século. No campo esportivo, a disputa chegou ao auge com os boicotes de lado a lado aos Jogos Olímpicos de Moscou 1980 e Los Angeles 1984.

O russo, conhecido por sua frieza, disse que não está disposto a patinar bem e perder. Ele ainda acrescentou que esta pode ter sido sua última competição. Mostrando insatisfação, afirmou que, para ele, Lysacek não é o verdadeiro campeão.

A mulher de Plushenko também fez questão de defender o marido publicamente e aproveitou para exigir algo por parte do governo russo. "Este é um erro grosseiro por parte dos juízes", disse. "Precisamos defender os nossos esportistas e proteger a sua honra", completou, em uma frase que se encaixaria perfeitamente na época da Guerra Fria.

Enquanto isso, Lysacek reclama que o rival russo está roubando seu momento de campeão e ainda "alfinetou" o adversário mandando congratulações pela prata, a terceira medalha olímpica do russo (prata em Salt Lake City 2002 e ouro em Turim 2006).

"Eu fiquei um pouco decepcionado com as palavras de Plushenko. O atleta que sempre foi meu modelo causou uma polêmica em um dos dias mais especiais da minha vida. É um dia que nunca vou me esquecer, independente do que falem".

De qualquer forma, a insatisfação russa e toda polêmica estragou um pouco o dia que seria o mais especial da carreira do americano.

Entenda a prova individual de patinação artística

No evento individual, os patinadores têm que cumprir um curto programa de no máximo 2min50 de passos, saltos, giros e combinações e outro mais longo e livre (de 4min no feminino e 4min30 no masculino).

O vencedor é eleito por juízes baseando-se em um painel técnico, que demonstra o nível de dificuldade dos movimentos e sua sintonia com a música.

Jogos Olímpicos de Inverno no Terra

O Terra transmite ao vivo a competição em 15 canais simultâneos de vídeo. Além disso, os usuários têm a possibilidade de assistir novamente a todo o conteúdo a qualquer momento. Todo o acesso é gratuito.

Uma equipe de 60 profissionais está encarregada de fazer a cobertura direto de Vancouver e dos estúdios do Terra, em São Paulo, no Brasil, com as últimas notícias, fotos, curiosidades, resultados e bastidores da competição.

A equipe conta com a participação do repórter especialista em esportes radicais Formiga - com 20 anos de experiência em modalidades de neve -, e o pentacampeão mundial de skate Sandro Dias, que comenta a competição em seu blog no Terra.

No celular
wap: wap.terra.com.br
Iphone e smartphones: m.terra.com.br/vancouver

Terra Terra