PUBLICIDADE

Vice no curling, Noruega lamenta derrota com "calças da sorte"

28 fev 2010 08h58
| atualizado às 09h05
Publicidade

Justificando que daria sorte, a seleção norueguesa masculina de curling preparou para a Olimpíada de Vancouver uma calça especial que chamou a atenção pela excentricidade. Derrotada na decisão pelo Canadá por 6 a 3, a equipe não escondeu a decepção, pois não esperava perder utilizando o uniforme.

A calça em questão, desenhada por um dos próprios jogadores da Noruega, é quadriculada, leva quatro cores - branco, cinza, azul e vermelho - e quase não foi utilizada após gerar polêmica nos treinamentos para os Jogos. Ignorando os críticos, o capitão Thomas Ulsrud apostou nessa roupa e colheu frutos até a final do último sábado.

"Agora já foi. Pensei que nunca fôssemos perder com essas calças, mas eles atuaram de forma brilhante", disse Ulsrud. Na verdade, a Noruega não havia dado exatamente sorte em todas as nove partidas da fase classificatória, tendo caído em duas delas - uma diante do mesmo Canadá e outra frente à Suécia.

No sábado, a noite foi muito especial para Kevin Martin, 43 anos, que conquistou a primeira medalha de ouro da carreira após não participar da campanha vitoriosa em Turim 2006. Em Salt Lake City 2002, ele havia chegado à final e perdido exatamente para a Noruega.

Há oito anos, o capitão norueguês era Pal Trulsen, atualmente técnico da equipe europeia. "Provavelmente enfrentamos um dos melhores times na história do curling", disse o ex-jogador, lamentando menos a derrota que seus comandados.

Entenda o torneio de curling dos Jogos de Inverno

Espécie de "bocha no gelo", o curling foi modalidade olímpica em 1924 mas depois só voltou ao programa em 1998, com provas masculinas e femininas que são disputadas em uma pista regular de gelo por times formados por quatro jogadores.

O objetivo do esporte é deixar as bolas que pesam cerca de 19 kg o mais perto possível de um círculo localizado no centro da pista (quanto mais próximo, mais pontos). Cada partida tem 10 "finais". Durante elas, os jogadores fazem as pedras deslizarem pelo gelo esfregando a superfície para controlar suas direções.

Jogos Olímpicos de Inverno no Terra

O Terra transmite ao vivo a competição em 15 canais simultâneos de vídeo. Além disso, os usuários têm a possibilidade de assistir novamente a todo o conteúdo a qualquer momento. Todo o acesso é gratuito.

Uma equipe de 60 profissionais está encarregada de fazer a cobertura direto de Vancouver e dos estúdios do Terra, em São Paulo, no Brasil, com as últimas notícias, fotos, curiosidades, resultados e bastidores da competição.

A equipe conta com a participação do repórter especialista em esportes radicais Formiga - com 20 anos de experiência em modalidades de neve -, e o pentacampeão mundial de skate Sandro Dias, que comenta a competição em seu blog no Terra.

No celular
wap: wap.terra.com.br
Iphone e smartphones: m.terra.com.br/Vancouver

Curling (M) - CAN 6 x 3 NOR - Final:
Fonte: Terra
Publicidade