0

Abertura de Sochi tem falha com anéis olímpicos e pedido contra discriminação

7 fev 2014
16h58
atualizado em 2/12/2014 às 11h24
  • separator
  • comentários

Os Jogos Olímpicos de Inverno de Sochi 2014 foram oficialmente abertos nesta sexta-feira, na Rússia. Em evento grandioso no Estádio Olímpico Fisht, a delegação brasileira foi saudade com carinho pelo público, que acompanhou cerimônia marcada pela beleza da cultura russa – com o Balé Bolshoi, principalmente -, por falha mecânica em exibição dos anéis olímpicos e pedido do presidente do COI, Thomas Bach, contra discriminação, polêmica recorrente diante da opressão aos homossexuais no país.

Garotas do t.A.T.u se apresentaram de mãos dadas em Sochi
Garotas do t.A.T.u se apresentaram de mãos dadas em Sochi
Foto: AFP

No Estádio Olímpico Fisht, a Cerimônia de Abertura começou com rápida apresentação da dupla t.A.T.u., que fez sucesso na última década com sua música pop. O principal sucesso era envolvo em polêmica: as cantoras trocavam beijos e carícias no videoclipe e a letra falava sobre um relacionamento lésbico. Lena Katina e Yulia Volkova, que não são homossexuais, mas são abertamente contra a discriminação, se apresentaram de mãos dadas.

Mais tarde, o presidente do COI, Thomas Bach, abordou o assunto em seu discurso de abertura: citou o esporte como instrumento para criar um mundo “sem nenhuma discriminação sobre qualquer razão que seja. Sim é possível ouvir, entender e dar exemplo para uma sociedade em paz”. A temática dos homossexuais foi uma das mais polêmicas por conta da repressão do governo russo nos últimos meses. “Os jogos olímpicos nunca se tratam de erguer muros para separar as pessoas. São festival de esportes que abraça a diversidade humana e sua grandiosidade”, disse Bach.

Cerimônia de Abertura teve grande falha na abertura dos anéis olímpicos
Cerimônia de Abertura teve grande falha na abertura dos anéis olímpicos
Foto: Reuters

A cerimônia, que foi aberta com um “abecedário russo” exibido , com citações da cultural local – D para o romancista Fiódor Dostoiévski e N para o escritor Vladimir Nabokov, por exemplo. A última letra citada foi R, de Rússia. Na sequência, houve uma apresentação ao estilo ópera que terminou com uma gafe: os cinco anéis olímpicos se abriam em uma estrutura a partir de flocos de neve, mas o último deles permaneceu “fechado”.

O desfile das delegações começou, como de praxe, com a Grécia, berço dos Jogos Olímpicos. No gramado, painéis colocados exibiam o nome e a imagem de cada país a adentrar o evento. Os brasileiros foram muito aplaudidos, contando com Jaqueline Mourão, do biatlo. A delegação foi composta por 19 pessoas, sendo 13 atletas classificados para as competições em Sochi.

Jaqueline Mourão é a porta-bandeira do Brasil
Jaqueline Mourão é a porta-bandeira do Brasil
Foto: Reuters

Os americanos, com delegação de 230 atletas e nenhum líder político presente em Sochi, foram levemente vaiados. Já os atletas de Bermuda, pequena ilha britânica localizada no Atlântico, inovaram e, apesar do frio de 6°C, desfilaram usando shorts vermelhos. Os últimos a passar, com grande festa, foram os russos, com uma delegação de 270 pessoas.

Uma novidade na Cerimônia de Abertura foi o fato de os atletas, após o desfile, não permanecerem de pé no gramado – ritual demorado e potencialmente cansativo. Após serem apresentados ao público, se encaminhavam para as arquibancadas do Estádio Olímpico Fisht. O evento continuou com os mascotes – o Urso, a Legre e o Leopardo – esquiando, patinando e andando de snowboard.

Thomaz Bach, do Comitê Olímpico Internacional, e o presidente russo Vladimir Putin acenam no Estádio Olímpico
Thomaz Bach, do Comitê Olímpico Internacional, e o presidente russo Vladimir Putin acenam no Estádio Olímpico
Foto: Getty Images

O Balé Bolshoi, mais tradicional do mundo, contou com uma longa apresentação, bem como representação impressionante das desventuras marítimas de Pedro, o Grande, czar russo responsável pela modernização do país no século XVII – nesse momento, por meio de efeitos visuais, o gramado se transformou no Mar Negro. Houve apresentações com referência à União Soviética, com homenagem ao jornal Pravda, que em russo significa “verdade”.

Os Jogos Olímpícos de Inverno de Sochi 2014 foram declarados abertos pelo presidente russo, Vladimir Putin, que antes já havia recebido vaias discretas ao ser apresentado. No último ato da Cerimônia de Abertura, a Bandeira Olímpica foi hasteada, e a Tocha Olímpica, acesa. A tenista Maria Sharapova, a saltadora Yelena Isinbayeva, a ginasta Evgenija Kanaeva e a ex-patinadora Irina Rodnina foram algumas das atletas a carregar a tocha já dentro do estádio.

Vladislav Tretyak, ex-jogador do hóquei no gelo, levou a tocha para fora do estádio, acompanhado de Rodnina. Juntos, acenderam uma objeto que criou um rastro de fogo até a Pira Olímpica, localizada no alto de uma torre. A Cerimônia de Abertura foi completada com show de fogos de artifício em Sochi.

Brasileira é destaque em vídeo do COI para jogos de Sochi

Fonte: Terra
  • separator
  • comentários
publicidade