0

Jogos de Inverno

Pequim é eleita a 2022 e vira 1ª sede "de Verão e Inverno"

Fazry Ismail / EFE
31 jul 2015
08h35
atualizado às 08h40
  • separator
  • comentários

Os Jogos Olímpicos de Inverno de 2022 tem casa: Pequim. Na manhã desta sexta-feira, a capital chinesa derrotou a cidade de Almaty, do Cazaquistão, por uma diferença de quatro votos em eleição realizada na 128ª Sessão do Comitê Olímpico Internacional (COI), em Kuala Lumpur, na Malásia. O presidente da entidade, o alemão Thomas Bach, foi quem abriu o envelope declarando a vitória de Pequim, que dessa maneira se tornou a primeira cidade da história a organizar os Jogos de Verão (2008) e os de Inverno (2022).

Em sua última apresentação, a candidatura de Pequim ressaltou sua capacidade financeira, a possibilidade de grandes benefícios econômicos e investimentos em infraestrutura. A delegação chinesa transmitiu seus argumentos após a rival Almaty, mostrando-se como uma opção segura, experiente e que estenderia o movimento olímpico de inverno entre centenas de milhões de fãs do país mais populoso do mundo.

Dirigentes chineses comemoram muito a eleição de Pequim
Dirigentes chineses comemoram muito a eleição de Pequim
Foto: Rolex Dela Pena / EFE

“Com nossas infraestruturas e nossa experiência (Pequim já sediou os Jogos Olímpicos de Verão, em 2008), garantiremos os melhores Jogos possíveis”, declarou o prefeito de Pequim, Wang Anshun, que prometeu grandes quantias em investimentos para impressionar os mais de 100 membros do COI presentes na cerimônia.

Ex-astro da NBA, o chinês Yao Ming, que vestiu a camisa do Houston Rockets, expressou o desejo de assistir às partidas do hóquei sobre o gelo no pavilhão Wukesong, o mesmo que recebeu o torneio olímpico de basquete em 2008. Tanto que em um dos vídeos da candidatura de Pequim, o grandalhão se vestiu de goleiro de hóquei, mostrando ser fã deste esporte invernal.

"Gigante" chinês Yao Ming participou do evento que elegeu Pequim sede de 2022
"Gigante" chinês Yao Ming participou do evento que elegeu Pequim sede de 2022
Foto: How Foo Yeen / Getty Images

A polêmica do evento ficou por conta do COI, que tomou a inusitada decisão de repetir a votação ao alegar “interferências” nas urnas em que os membros da entidade deveriam introduzir seu voto eletrônico. Minutos depois da primeira votação, o presidente Thomas Bach foi informado dos problemas nos resultados, de modo que o diretor geral do organismo internacional, Christophe De Kepper, ordenou uma segunda votação, com o sistema tradicional de papéis.

O COI também aproveitou para anunciar que Lausanne, sede do COI, acolherá os Jogos de Inverno da Juventude, em 2020. A cidade suíça, que derrotou a romena Brasov na eleição, receberá o evento pela segunda vez, repetindo o feito de 2012. Os Jogos Olímpicos da Juventude foram criados para promover o espírito esportivo entre os jovens atletas de 14 a 18 anos. Também há uma versão de verão, que ocorrerá em Buenos Aires, em 2018.

População chinesa fez a festa com o anúncio do presidente do COI, Thomas Bach
População chinesa fez a festa com o anúncio do presidente do COI, Thomas Bach
Foto: Rolex Dela Pena / EFE
Fonte: Gazeta Press

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade