0

Antes "pilares", Ganso e Lucas batalham por vaga no time ideal de Mano

9 jul 2012
09h22
Fábio de Mello Castanho
Direto do Rio de Janeiro (RJ)

Quando se apresentarem à Seleção Olímpica Brasileira na tarde desta segunda-feira, os meio-campistas Paulo Henrique Ganso e Lucas darão início a uma batalha de 17 dias em busca da titularidade para os Jogos de Londres. Convocados com frequência para o time principal por Mano Menezes e antes vistos como fundamentais para o ouro olímpico, hoje os jovens lidam com a perda de espaço e a iminente reserva no torneio que terá início para o Brasil no dia 26 de julho.

» Saiba como estão os ídolos da Seleção de bronze de 1996
» Escolha a atleta mais bela dos Jogos Olímpicos de Londres 2012

O treinador já deu indícios durante a sua entrevista pós-convocação, na última quinta-feira, que iniciará os preparativos tendo como base a equipe mais utilizou nos amistosos de maio e junho por Alemanha e Estados Unidos. ¿Se nós saímos deles com boas perspectivas, a coerência diz que começaremos com essa formação¿, disse. Nem Ganso nem Lucas tiveram papel de destaque naquela sequência de vitórias contra Dinamarca e Estados Unidos e derrotas para México e Argentina.

O santista estava convocado para a série de amistosos, mas foi cortado após passar por artroscopia no joelho. Do Brasil, viu a explosão de Oscar com a camisa amarela e ficou distante da camisa 10 da Seleção que antes lhe parecia certa. Titular na última Copa América e apontado como principal revelação do meio-campo no futebol brasileiro, Ganso enfrenta um ano difícil, longe daquele camisa 10 que encantou o Brasil no primeiro semestre de 2010.

Lucas, por sua vez, conquistou o título sul-americano Sub-20 de 2011 dividindo com Neymar o papel de destaque do torneio. Passou a ser convocado com frequência para a Seleção principal e teve participação decisiva no jogo contra a Argentina, em setembro do último ano. Porém, pouco jogou nos últimos amistosos e agora deve começar a Olimpíada como reserva de Hulk, atleta acima de 23 anos que encantou Mano com um futebol agressivo e rápido pela direita.

Ganso tem mais chances de recuperar a posição até o começo da Olimpíada. Mano deve testar como opção durante o período de treinamentos uma formação com Oscar e Ganso juntos no meio-de-campo. Porém, os olhos do treinador ainda brilham ao lembrar da atuação diante da Argentina de Messi. O Brasil perdeu de 4 a 3 o amistoso, mas o jogo equilibrado contra o time principal do rival é visto como referência.

Assim, o time que enfrentou a Argentina, com exceção do zagueiro Bruno Uvini - Thiago Silva estava machucado para o duelo -, deve nortear o trabalho olímpico. A base inicial será esta: Rafael Cabral, Rafael Silva, Thiago Silva, Juan e Marcelo; Sandro, Rômulo e Oscar; Neymar, Leandro Damião e Hulk.

Com a apresentação de todos os jogadores prevista para esta segunda-feira no Hotel Sheraton, no Rio de Janeiro, o Brasil inicia na terça uma série de avaliações físicas nos 18 convocados. O primeiro treino está marcado para quarta-feira. A Seleção fica na capital carioca até segunda, dia 16 de julho, quando embarca para a fase final de preparação na Inglaterra. A estreia nos Jogos será no dia 26, contra o Egito, em, Cardiff, no País de Gales.

Londres 2012 no Terra

O Terra, maior empresa de internet da América Latina, transmitirá ao vivo e em alta definição (HD) todas as modalidades dos Jogos Olímpicos de Londres, que serão realizados entre os dias 27 de julho e 12 de agosto de 2012. Com reportagens especiais e acompanhamento do dia a dia dos atletas, a cobertura contará com textos, vídeos, fotos, debates, participação do internauta e repercussão nas redes sociais.

Confira os grupos do torneio masculino abaixo:


Ganso (foto) perdeu espaço para Oscar, que teve boas atuações nos últimos amistosos
Ganso (foto) perdeu espaço para Oscar, que teve boas atuações nos últimos amistosos
Foto: Mowa Press / Divulgação
Fonte: Terra
publicidade