0

Após quebra de tabu, Adriana Araújo diz que virou boxeadora por acaso

6 ago 2012
13h35
atualizado às 15h39

Depois de quebrar um jejum de medalhas olímpicas de 44 anos do Brasil no boxe nesta segunda-feira, garantindo vaga nas semifinais do peso-leve (até 60kg) feminino, a baiana Adriana Araújo revelou que o pugilismo entrou por acaso na sua vida.

Brasileira dará primeira medalha  ao boxe brasileiro após 44 anos
Brasileira dará primeira medalha ao boxe brasileiro após 44 anos
Foto: Reuters

» Escolha o esporte e assista aos vídeos da Olimpíada de Londres
» Saiba tudo sobre os medalhistas do Brasil em Londres
» Veja como foram as conquistas dos brasileiros
» Veja mapa e conheça tudo sobre o Parque Olímpico de Londres
» Confira a programação de ao vivo do Terra
» Veja a agenda e resultados dos Jogos de Londres

"Eu não ia ser boxeadora, o meu negócio era o futebol, mas um dia pratiquei pugilismo para perder peso e sigo aqui", lembrou a atleta de 31 anos, que há 12 anos começou a lutar.

Na disputa das quartas de final, Adriana venceu a marroquina Mahjouba Oubtil, por 16 a 12, garantindo medalha, já que no boxe, as duas perdedoras da semifinal ficam com o bronze. Essa é a primeira medalha desde os Jogos da Cidade do México, em 1968, conquistada por Servílio de Oliveira.

Mesmo com a dificuldade de enfrentar pela frente a número 2 do mundo na sua categoria, a russa Sofya Ochigava. "Será um duro desafio, mas todas que estão aqui estamos na busca de medalhas; me sinto em boa forma. Ganhar o ouro não é um impossível", disse.

Tatuada em grande parte do corpo, Adriana é tem personalidade forte, o que fica evidente no ringue. Tanto é que mesmo não sendo considerada favorita para conquistar o título, garante que se contentará apenas com a quebra de jejum para o boxe brasileiro. "É uma honra, mas eu quero mais", garantiu.

Olimpíada ao vivo no Terra
O Terra , maior empresa de internet da América Latina, transmite ao vivo e em alta definição (HD) todas as modalidades dos Jogos Olímpicos de Londres. Com reportagens especiais e acompanhamento do dia a dia dos atletas , a cobertura conta com textos, vídeos, fotos, e participação do internauta e repercussão no Facebook .Siga também a cobertura no Twitter e participe com a hashtag: #TerraLondres2012

EFE   

compartilhe

publicidade
publicidade