0

Após "tirar nhaca", Seleção de vôlei se prepara para pedreiras

30 jul 2012
08h26
Celso Paiva
Marina Novaes
Direto de Londres

A estreia contra o adversário mais fácil do grupo nos Jogos Olímpicos de Londres não fez o técnico Bernardinho se entusiasmar tanto com o que virá pela frente. Para o treinador, apesar da tranquilidade de ter vencido por 3 a 0, o importante é ressaltar que a Tunísia é o time mais fraco do grupo e a partira da próxima terça-feira é que o torneio começa com mais força para a Seleção Brasileira masculina de vôlei.

» Brigas e dramas: relembre grandes momentos olímpicos
» Saiba todos os detalhes dos atletas brasileiros que estarão em Londres
» Escolha a atleta mais bela dos Jogos Olímpicos de Londres 2012

"Agora é só pedreira. São os verdadeiros quatro obstáculos que nos separam da fase de quartas-de-final. Nós temos quatro jogos a partir de agora. Todos eles são obstáculos duríssimos. A Rússia é um time com mais tradição, muita força. Os Estados Unidos tradicional também e demonstrou sua força hoje. Eles fizeram uma grande partida. É isso aí. Daqui para frente vamos focar na Rússia, que é uma pedreira grande suficiente para que a gente não pense mais além dela".

Para o treinador, a vitória contra um adversário mais fraco tem lados positivo e negativo. "Por um lado, você tira um pouco da coisa da estreia, do nervosismo. Mas por outro, você chega um pouco menos testado que os demais. Para a Rússia e os Estados Unidos acabou sendo melhor. Porque eles tiveram adversários mais fortes e ganharam por 3 a 0 (os russos venceram a Alemanha e os americanos passaram pela Sérvia). Passaram sem perder pontos nessa primeira etapa".

O ponteiro Murilo afirmou que o resultado foi importante para tirar aquela dificuldade tradicional que uma partida de estreia sempre traz para todos jogadores. "Estreia é sempre nervosa, a gente jogar contra um time que não tem tanta tradição, que mesmo errando um pouquinho a gente pode ganhar, é bom para tirar aquela 'nhaca'. É bom ganhar. Agora a gente pode pensar nos outros adversários que são muito mais difíceis que esse e dar continuidade no trabalho para crescer a cada jogo".

Para o líbero Serginho, a partida serviu principalmente para os mais inexperientes entrarem de vez no espírito olímpico. "O importante é estrear bem, a gente sabe que o campeonato é difícil. A gente conseguiu fazer um bom resultado, conseguimos sentir a competição. Alguns jogadores nunca tinham jogado e foi fundamental para isso aí".

Olimpíada ao vivo no Terra
O Terra, maior empresa de internet da América Latina, transmite ao vivo e em alta definição (HD) todas as modalidades dos Jogos Olímpicos de Londres. Com reportagens especiais e acompanhamento do dia a dia dos atletas, a cobertura conta com textos,vídeos,fotos, e participação do internautae repercussão no Facebook.Siga também a cobertura no Twitter e participe com a hashtag: #TerraLondres2012

Bernardinho se prepara para pedreiras na Olimpíada de Londres
Bernardinho se prepara para pedreiras na Olimpíada de Londres
Foto: Marcelo Pereira / Terra
Fonte: Terra
publicidade