1 evento ao vivo

Boxeadora rebate dirigente e diz: "ele só quer colher os frutos"

8 ago 2012
16h49
atualizado em 9/8/2012 às 00h59

Medalhista de bronze no boxe até 60 kg nos Jogos Olímpicos de Londres, Adriana Araújo rebateu as declarações do presidente da Confederação Brasileira de Boxe (CBBoxe), Mauro Silva, feitas nesta quarta-feira. A atleta se envolveu em polêmica com o dirigente depois de fazer críticas abertas à administração da entidade. Em visita ao estúdio do Terra em Londres, chamou o presidente de "xerife" e disse: "ele só quer colher os frutos".

» Vote na maior decepção brasileira nos Jogos de Londres
» Escolha o esporte e assista aos vídeos da Olimpíada de Londres
» Saiba tudo sobre os medalhistas do Brasil em Londres
» Veja como foram as conquistas dos brasileiros
» Confira a programação de ao vivo do Terra
» Veja a agenda e resultados dos Jogos de Londres

Adriana começou com as críticas ao afirmar que foi obrigada a treinar com a Seleção Brasileira feminina de boxe em São Paulo por dois anos e que se sentiu humilhada pela diretoria da entidade. Em entrevista ao Terra , Mauro Silva afirmou que a medida de reunir as lutadores deu resultado, e que a atleta superou derrotas em competições anteriores para conseguir a medalha de bronze na Olimpíada.

"É muito cinismo o presidente abrir a boca hoje (quarta-feira) para falar isso, já que eu ouvi justamente o contrário dele. Como não tive resultados se, treinando na Bahia, fui sete vezes campeã da América?", indagou Adriana. "Graças a Deus isso (a medalha) não é mérito dele nem da Seleção dele, foi um trabalho feito durante 12 anos, e agora ele está colhendo os frutos da administração anterior. Ele não tem nada a ver com isso", apontou.

"Eu acho que todo mundo que conhece um pouco sabe que, para chegar à Olimpíada, não são apenas quatro anos; são anos e mais anos que a gente vem trabalhando. Você acha memo que dois anos na Seleção Brasileira, onde ele mesmo relata que os técnicos não têm capacidade de fazer um campeão, (seriam suficientes para ganhar a medalha)?", indagou a boxeadora.

Adriana reforçou o argumento de que foi humilhada por dirigentes da CBBoxe, obrigada a treinar longe da família e a participar de competições mesmo em momentos em que seu lado psicológico estava profundamente abalado. Também ressaltou que não pôde trabalhar com seu treinador, Luiz Dórea. Ela ainda não escondeu que aproveita o momento de visibilidade para fazer as críticas.

"Foi desabafo, é algo que já venho vivendo durante dois anos com o atual presidente, que para mim não é digno de estar na presidência. Ele não tem competência nenhuma, parece um xerife", complementou. Antes, Mauro Silva já havia rebatido críticas sobre a questão de logística de treinos e estrutura da federação. Os ataques pessoais ele classificou como "politicagem" ou "interesse pessoal em falar besteira".

Olimpíada ao vivo no Terra
O Terra , maior empresa de internet da América Latina, transmite ao vivo e em alta definição (HD) todas as modalidades dos Jogos Olímpicos de Londres. Com reportagens especiais e acompanhamento do dia a dia dos atletas , a cobertura conta com textos, vídeos, fotos, e participação do internauta e repercussão no Facebook .Siga também a cobertura no Twitter e participe com a hashtag: #TerraLondres2012

Adriana Araújo voltou a criticar a CBBoxe após a medalha de bronze
Adriana Araújo voltou a criticar a CBBoxe após a medalha de bronze
Foto: Henrique Kawamura / Terra
Terra

compartilhe

publicidade
publicidade