2 eventos ao vivo

Empolgação passa, e Brasil não tem mais chance de medalha no 2º dia

29 jul 2012
13h59
atualizado às 14h17

O início brasileiro surpreendente na Olimpíada de Londres, com três medalhas no primeiro dia, incluindo o inédito ouro de Sarah Menezes no judô feminino, ficou longe de se repetir, e o Brasil não irá mais ao pódio neste domingo.

Érika Miranda, Leandro Cunha e revezamento 4x100 m livre não vão brigar por medalhas
Érika Miranda, Leandro Cunha e revezamento 4x100 m livre não vão brigar por medalhas
Foto: Getty Images

» Saiba tudo sobre os medalhistas do Brasil em Londres
» Veja como foram as conquistas dos brasileiros
» Veja mapa e conheça tudo sobre o Parque Olímpico de Londres
» Confira a programação de ao vivo do Terra
» Veja a agenda e resultados dos Jogos de Londres

No judô, o esporte que passou a ser o maior medalhista olímpico do Brasil na história com 17 pódios após o ouro de Sarah e o bronze de Felipe Kitadai no sábado - vela e vôlei (quadra e praia juntos) têm 16 medalhas -, os dois competidores brasileiros em ação no dia foram eliminados logo no início da competição.

No Parque Aquático, a maior decepção ficou por conta da equipe do revezamento 4x100 m livre, que não conseguiu se classificar para a final.

Cesar Cielo, que foi poupado das eliminatórias e esperava fazer sua estreia olímpica na final ainda neste domingo, poderia levar o País ao pódio, mas agora terá de esperar até terça-feira, nas eliminatórias dos 100 m livre, para disputar sua primeira prova nos Jogos.

A veterana Fabíola Molina e o estreante Daniel Orzechowski, que no máximo esperavam alcançar uma final olímpica nos 100 m costas, foram eliminados.

Ainda assim, os nadadores brasileiros esperam buscar motivação nas medalhas conquistadas pelo Brasil no primeiro dia, especialmente a prata de Thiago Pereira nos 400 m medley, para a continuação dos Jogos.

"Não só o Thiago, mas todas as medalhas. O primeiro dia do Brasil com o ouro da Sarah, uma medalha de cada cor, foi uma motivação excepcional", disse Bruno Fratus, que competiu no revezamento 4x100 m e ainda vai nadar os 50 m livre, sua especialidade.

A judoca Érika Miranda, que teve a companhia da nova campeã olímpica Sarah Menezes em seu aquecimento para a disputa da categoria meio-leve, não conseguiu passar da primeira luta, perdeu por estrangulamento para a sul-coreana Kim Kyung-Ok.

Érika estava entre as esperanças de pódio da modalidade, que tem uma meta de conquistar quatro medalhas em Londres, após ter se tornado a primeira brasileira campeã de uma etapa do Grand Slam de judô, no ano passado, no Rio de Janeiro.

No masculino, o vice-campeão mundial de 2010, Leandro Cunha, também caiu logo na luta de estreia, contra o polonês Pawel Zagrodnik. As derrotas nas estreias tiraram os dois brasileiros até da disputa da repescagem pelo bronze.

Além de judô e natação, as outras medalhas que serão entregues neste domingo na Olimpíada são no ciclismo, tiro, saltos ornamentais, arco e flecha, levantamento de peso e esgrima - todas modalidades que o Brasil não tem atletas de ponta.

Nos esportes coletivos, que o Brasil tem tradição de brigar por medalhas, o basquete masculino estreou com uma vitória sobre a Austrália por 75 a 71 em sua volta ao esporte pela primeira vez desde os Jogos de Atlanta, em 1996.

Olimpíada ao vivo no Terra
O Terra, maior empresa de internet da América Latina, transmite ao vivo e em alta definição (HD) todas as modalidades dos Jogos Olímpicos de Londres. Com reportagens especiais e acompanhamento do dia a dia dos atletas, a cobertura conta com textos,vídeos,, fotos participação do internautae repercussão no Facebook.Siga também a cobertura no Twitter e participe com a hashtag: #TerraLondres2012

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
publicidade