6 eventos ao vivo

Hooker vence "complicado" duelo americano e ajuda Sollys a avançar

17 mar 2012
08h20
atualizado às 08h21
Allan Farina
Direto de São Bernardo

As quartas de final da Superliga feminina colocaram frente a frente duas colegas de seleção dos Estados Unidos. Destinee Hooker, do Sollys/Osasco, e Dani Scott, do BMG/São Bernardo, se enfrentaram por uma vaga na semifinal, e a jogadora da equipe osasquense levou a melhor para avançar de fase. Agora as duas devem se reencontrar somente na equipe nacional americana, mas desta vez do mesmo lado.

» Veja antes e depois da Seleção que venceu o ouro em Pequim

Após a vitória do Sollys/Osasco fora de casa na última sexta-feira, Hooker falou ao Terra sobre este duelo particular, e explicou como além de envolver deixar frente a frente duas amigas, os confrontos fizeram colidir duas jogadoras que se conhecem detalhe a detalhe.

"É sempre algo complicado. Ela conhece meus pontos fortes e meus pontos fracos, e sabe explorá-los. Mas claro que isso funciona para os dois lados, já que eu também a conheço bem", disse a oposto, que fez uma projeção sobre a Olimpíada de Londres.

"Na Olimpíada vai ser como foi aqui. Teremos jogos difíceis em que o outro time vai lutar até o fim. Serão muitos bons times além dos Estados Unidos, como Itália e Brasil", afirmou Hooker, esquecendo-se de que o Brasil ainda precisa buscar a vaga olímpica via a eliminatória local ou mundial.

O Sollys/Osasco derrotou o BMG/São Bernardo por 3 sets a 1, com parciais de 25/19, 25/17, 21/25 e 25/14. O resultado, aliado a uma vitória por 3 a 0 em casa, fez com que o time osasquense avançasse para a semifinal da Superliga feminina.

Duelo americano da Superliga foi vencido por Destinee Hooker
Duelo americano da Superliga foi vencido por Destinee Hooker
Foto: Ricardo Matsukawa / Terra
Fonte: Terra
publicidade