1 evento ao vivo

Por peso, judoca Baby embarca junto com estrelas: "entrei de gaiato"

16 jul 2012
07h37
atualizado em 17/7/2012 às 17h42
Rafael Bragança
Direto de Guarulhos

Entre as estrelas do judô e da natação que tiveram o privilégio de embarcar de classe executiva neste domingo rumo a Londres, todos por serem medalhistas olímpicos, estava um intruso. Ou como mesmo definiu o atleta em questão, um "gaiato". Foi como o judoca Rafael Silva, conhecido como Baby, brincou com o fato de poder ter o mesmo conforto de atletas brasileiros consagrados em Olimpíadas, como Tiago Camilo e Leandro Guilheiro, também do judô, e do nadador Cesar Cielo.

» Saiba como assistir à Olimpíada no Terra
» Coloque as notícias sobre a Olimpíada no seu site
» Brigas e dramas: relembre grandes momentos olímpicos
» Saiba todos os detalhes dos atletas brasileiros que estarão em Londres

Por competir na categoria para judocas com mais de cem quilos, Baby costuma ter dificuldades na classe econômica dos aviões. Como também é um dos melhores do esporte na atualidade - está em terceiro no ranking mundial da categoria - e promessa de medalha, ganhou o agrado da Confederação Brasileira de Judô (CBJ). "Entrei de gaiato na história. Até que enfim vou me sentir uma pessoa normal", comentou Baby em tom descontraído momentos antes do embarque no Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos (SP).

Aos 25 anos e atual medalhista de prata dos Jogos Pan-Americanos, Baby disse que o privilégio o ajudará a chegar bem para o período de aclimatação na Inglaterra, mesmo que tenha sido em grande parte pelo porte avantajado. "Foi mais ou menos (pelo bom ranking), pelo tamanho também, para eu chegar tranquilo, descansado, acho que os Jogos são muito importantes. O fato de estar indo de executiva me dá um conforto maior para chegar lá descansado", reconheceu o judoca.

Quem convive com o "drama" de Baby na classe econômica é o auxiliar-técnico da delegação brasileira Mário Tsutsui, que confirmou os apuros que o judoca costuma passar. "Eu não queria estar na pele dele. Vai com o joelhão na poltrona (da frente). É difícil", brincou Tsutsui.

Além de chegar descansado à Inglaterra, Baby também já imagina como será o último período de treinamento que a Seleção Brasileira de judô realizará na cidade de cidade de Sheffield, que fica a cerca de 2h30 de Londres - os judocas só entrarão na Vila Olímpica dois dias antes de competir. "A gente está na lapidação, no finalzinho, fazendo um treino bastante curto, intenso, para chegar lá na competição bem, chegar voando", disse o atleta, que caprichou na escolha das leituras para o período.

"Eu trouxe bastante livro. Trouxe um que chama The Fighters's Mind (A Mente do Lutador, em tradução livre). Estou com um monte, Dom Quixote, um monte de livro doido lá, tem vários", contou Baby, que ainda promete deixar de acessar a internet para manter o foco total na Olimpíada. "Eu gosto de ler, para passar o tempo, para me concentrar. Se você ficar pensando muito na competição desgasta, o livro dá uma descontraída legal."

Olimpíada ao vivo no Terra

O Terra, maior empresa de internet da América Latina, transmitirá ao vivo e em alta definição (HD) todas as modalidades dos Jogos Olímpicos de Londres, de 27 de julho e 12 de agosto de 2012. Com reportagens especiais e acompanhamento do dia a dia dos atletas, a cobertura conta com textos, vídeos, fotos, debates, participação do internauta e repercussão nas redes sociais.

Baby distribuiu abraços no Aeroporto de Cumbica antes de embarcar na classe executiva rumo a Londres
Baby distribuiu abraços no Aeroporto de Cumbica antes de embarcar na classe executiva rumo a Londres
Foto: Leo Pinheiro / Terra
Fonte: Terra
publicidade