0
Logo do Olimpíada 2016
Foto: terra

Olimpíada 2016

Os anunciantes aqui reunidos não possuem relação com os Jogos Rio 2016 e patrocinam apenas este caderno especial.

Reunião do COI no Rio termina com preocupação sobre área de Deodoro

21 nov 2012
13h11
Giuliander Carpes
Direto do Rio de Janeiro

Terminou na manhã desta quarta-feira o Debriefing dos Jogos de Londres 2012 no Rio de Janeiro. O encontro da organização da última edição da Olimpíada com representantes das próximas trouxe à tona uma preocupação. O Comitê Olímpico Internacional (COI) cobra definições sobre a área do Parque de Deodoro, que ainda não foi licitada, onde serão disputadas as provas de hipismo, tiro, esgrima, pentatlo moderno, mountain bike, canoagem slalom e BMX.

"Ainda estamos tentando entender os prazos e esperamos que as licitações saiam nas próximas semanas, nos próximos dias até", declarou o diretor-geral do COI para os Jogos do Rio 2016.

O diretor geral do comitê organizador local dos Jogos, Leonardo Gryner, admitiu que o edital de licitação para reforma das instalações já existentes e construção das novas já deveria ter sido lançado. "É o único parque de competições dos Jogos sem edital lançado. Está na hora de lançar", afirmou, embora tenha tentado manter a tranquilidade em relação ao andamento das obras para a Olimpíada do Rio. "Ainda não é motivo de preocupação", ressaltou.

A licitação deve ser lançada pelo governo estadual. "Pretendemos lançar este edital até o final do ano. Não vai haver atraso", garantiu o secretário da Casa Civil do governo, Regis Fichtner.

As polêmicas do hóquei e do rúgbi
O comitê organizador ainda precisa definir onde vai construir as instalações para a disputa do hóquei. Inicialmente, o projeto previa uma arena em Deodoro, mas a localização não agradou a federação internacional. "Colocamos para eles que, caso fosse definido por Deodoro, construiremos uma sede fixa. Se for na Barra, como eles desejam, terá que ser uma instalação temporária e não no Parque Olímpico, onde não há mais espaço disponível", disse Gryner.

A organização dos Jogos de 2016 vai se reunir até o final do ano com a federação de hóquei para chegar a uma definição. "É uma decisão conjunta e é normal que isso aconteça antes da Olimpíada", explicou Gryner.

Outra sede que ainda não tem definição é a do rúgbi. Inicialmente, a competição seria disputada no Estádio São Januário, mas o Vasco falhou em apresentar garantias necessárias para a reforma do local. Estuda-se passar o evento para o Estádio do Engenhão, que só será utilizado na segunda semana dos Jogos para o atletismo.

"É um evento novo na Olimpíada, cuja instalação não estava prevista na candidatura do Rio para os Jogos. Então temos de ter paciência e procurar uma definição com calma", disse Felli, que assegurou que o Rio fez muitos avanços desde sua última visita à sede dos Jogos, em junho.

O aspecto mais importante da reunião com o COI e os organizadores de Londres, segundo Gryner, foi definir questões técnicas. "Para nós é fundamental, neste momento, detalhar a quantidade de equipamento necessária e como foi a alocação de pessoas dos últimos Jogos para que possamos passar para a próxima etapa".

Leonardo Gryner admitiu que o edital de licitação para reforma das instalações já deveria ter sido lançado
Leonardo Gryner admitiu que o edital de licitação para reforma das instalações já deveria ter sido lançado
Foto: Daniel Ramalho / Terra
Fonte: Terra
publicidade