0

Saiba quem é a surpresa que pode surgir como ponteira do Brasil

19 jun 2012
07h45
atualizado em 20/6/2012 às 16h38
Emanuel Colombari

A ponteira Priscila precisou de um jogo para mostrar que tem condições de brigar por uma vaga na Seleção Brasileira feminina de vôlei que disputará a Olimpíada de Londres, em julho. Diante da Itália, no último sábado, pela quinta rodada do Grand Prix, a atleta saiu do banco em todos os sets e mostrou personalidade, ajudando o Brasil a vencer por 3 sets a 2 (26/24, 14/25, 25/15, 24/26 e 16/14) no Ginásio Adib Moysés Dib, em São Bernardo do Campo.

» Escolha a atleta mais bela dos Jogos Olímpicos de Londres 2012
» Brigas e dramas: relembre grandes momentos olímpicos
» Saiba todos os detalhes dos atletas brasileiros que estarão em Londres

No fim do primeiro set da partida, a camisa 25 entrou em quadra na vaga de Paula Pequeno, que ia sacar quando placar apontava 24/21 para as italianas. Priscila assumiu o serviço, mostrou força no fundamento e ajudou o Brasil a marcar cinco pontos em sequência, virando a parcial. A partir daí, a ponteira passou a entrar em todas as parciais, substituindo Paula Pequeno, Fabiana ou indo a quadra rapidamente para compor a rotação.

A concorrência para Londres, porém, não é fácil. O técnico José Roberto Guimarães levará 12 jogadoras para a Olimpíada, e conta com Paula Pequeno, Mari, Jaqueline, Sassá (machucada), Natália, Fernanda Garay e Gabi para a posição. Mesmo assim, a atleta do Mackenzie/Cia. do Terno na Superliga mostra estar pronta para semear ainda mais a dúvida na cabeça do treinador brasileiro.

"Fique feliz de poder ajudar o time nas horas decisivas, de poder corresponder com o que ele (Zé Roberto) estava esperando de mim. É daqui para melhor, sempre tentando ajudar o time da melhor forma possível", disse Priscila após o jogo contra a Itália, procurando "beliscar" uma vaga entre as convocadas para a Olimpíada.

"O Zé sempre fala que está aberto (a mudanças). Mas eu sei, tenho consciência das minhas limitações ainda. Mas estou aqui para brigar: se deixarem uma brechinha, vou beliscar e - quem sabe? - garantir", completou a gaúcha de 23 anos.

O técnico, no entanto, ainda evita adiantar decisões em torno da lista final que vai à Londres. Após a apresentação de Priscila contra a Itália, Zé Roberto destacou o bom desempenho da ponteira quando exigida no Grand Prix, mas adiantou: a lista de candidatas tem mais do que as 25 jogadoras convocadas para a competição anual.

"Como experiência para ela, foi bastante importante", disse o treinador neste sábado, esquivando-se de indícios em torno da lista. "Nós estamos no Grand Prix. Todas têm chances. As outras jogadoras que estão fora têm chance de brigar. Não tem ninguém fora, está todo mundo dentro", completou.

Londres 2012 no Terra

O Terra, maior empresa de internet da América Latina, transmitirá ao vivo e em alta definição (HD) todas as modalidades dos Jogos Olímpicos de Londres, que serão realizados entre os dias 27 de julho e 12 de agosto de 2012. Com reportagens especiais e acompanhamento do dia a dia dos atletas, a cobertura contará com textos, vídeos, fotos, debates, participação do internauta e repercussão nas redes sociais.

Fonte: Terra

compartilhe

publicidade