0

Técnico dos EUA se inspira em brasileiro para repetir feito no vôlei

13 jun 2012
14h14
atualizado em 14/6/2012 às 14h39

Nos Jogos de Pequim, em 2008, o sonho brasileiro de chegar ao bicampeonato olímpico no vôlei masculino foi frustrado pela derrota para os Estados Unidos na final da competição. O técnico daquela seleção americana era Hugh McCutcheon, o mesmo que, quatro anos depois, em Londres, irá comandar a equipe feminina dos EUA. Líder do ranking mundial, o time de McCutcheon será um dos grandes rivais do Brasil, comandado por José Roberto Guimarães.

O treinador americano entra na Olimpíada com a possibilidade de igualar um recorde de Zé Roberto: o brasileiro é o único técnico a vencer uma Olimpíada no masculino e no feminino.

"Admiro muito o José Roberto por sua história. Mas conquistar o ouro olímpico novamente não é uma motivação pessoal minha e sim o objetivo de todo o grupo, que está trabalhando duro para isso. Estamos num ritmo bom, mas ainda podemos melhorar, e esse é o caminho. Assim como nós, outras equipes têm condições de vencer em Londres", disse McCutcheon.

Antes do embate em Londres, no entanto, os dois treinadores se enfrentam pela segunda fase do Grand Prix de vôlei, que começa na próxima sexta, dia 15, em São Bernardo do Campo (SP). Na primeira semana de competição, a seleção americana teve desempenho quase perfeito, vencendo República Dominicana, China Taipei e Alemanha, perdendo apenas um set para as europeias.

"Fizemos bons jogos na primeira semana e apresentamos, em alguns momentos, o voleibol que queremos ter como padrão. Esta semana será muito importante, pois jogaremos com equipes que estão entre as melhores do mundo e não há local melhor para avaliarmos a nossa equipe do que dentro da quadra", avaliou Hugh McCutcheon. O jogo contra as americanas será no domingo, dia 17, às 13h15.

Hugh McCutcheon disse admirar o trabalho de José Roberto Guimarães
Hugh McCutcheon disse admirar o trabalho de José Roberto Guimarães
Foto: FIVB / Divulgação
Fonte: Lancepress!
publicidade