1 evento ao vivo

Futebol de 5 ajusta últimos detalhes rumo ao Parapan

17 ago 2011
12h02
atualizado em 19/8/2011 às 11h02

A Seleção Brasileira de Futebol de 5, bicampeã Mundial e Paraolímpica, realiza até o dia 21 de agosto, no Rio, a quarta fase de treinamento para os Jogos Parapanamericanos de Guadalajara 2011. Durante a semana, os jogadores da Seleção terão mais um motivo para dar 100% nos treinos: o Desafio Internacional de Futebol de 5, que reunirá algumas das melhores seleções do mundo, entre os dias 7 e 11 de setembro, em Niterói. Na competição, o Brasil medirá forças com México, Argentina e Espanha.

"O maior intuito do evento e da semana de treinamento é preparar a Seleção para os Jogos de Guadalajara. O Desafio é uma ótima forma de nos aquecermos para as disputas. Os atletas estão bem preparados, mas competir com seleções estrangeiras é sempre maravilhoso. A única seleção que não estará no Parapan é a da Espanha, que também está se preparando para o Campeonato Europeu", explica Sandro Laina, presidente da Confederação de Desportos para Deficientes Visuais (CBDV).

Entre os 15 jogadores que estão concentrados, essa semana, está o atacante Jeferson Gonçalves, o Jefinho, eleito o melhor jogador do último Mundial da modalidade, em agosto do ano passado, em Hereford (Inglaterra). O baiano, 20 anos, encantou a todos com sua velocidade e habilidade para conduzir a bola.

As semanas de treinamento da Seleção Brasileira de Futebol de 5 integram o convênio firmado entre o Comitê Paraolímpico Brasileiro (CPB) e o Ministério do Esporte, por meio do Sistema de Convênios (Siconv). A modalidade recebeu R$ 723.237,28 para o incremento de mais fases de treinamento - com contrações de novos profissionais para maior acompanhamento -, além da aquisição de novos materiais.

O time está concentrado nas instalações da Andef, em Niterói (Associação dos Niteroienses dos Deficientes Físicos), mesmo local onde acontecerão as disputas do Desafio.

Argentino naturalizado brasileiro, Sebastián Cuattrin é o maior medalhista da canoagem nacional em Jogos Pan-Americanos (11 no total, com 1 ouro, 6 pratas e 4 bronzes). Ele foi o pioneiro em Jogos Olímpicos (Barcelona 1992) e único finalista (Atlanta 1996). Agora, o canoísta é supervisor da Confederação Brasileira e busca talentos para conquistar a primeira medalha olímpica
Argentino naturalizado brasileiro, Sebastián Cuattrin é o maior medalhista da canoagem nacional em Jogos Pan-Americanos (11 no total, com 1 ouro, 6 pratas e 4 bronzes). Ele foi o pioneiro em Jogos Olímpicos (Barcelona 1992) e único finalista (Atlanta 1996). Agora, o canoísta é supervisor da Confederação Brasileira e busca talentos para conquistar a primeira medalha olímpica
Foto: Reinaldo Marques / Terra
Fonte: Terra
publicidade