PUBLICIDADE

Brasil dá show no 4x100 m medley, e Mr Pan é ouro sem nadar

Equipe formada por Arthur Mendes, Marcelo Chierighini, Guilherme Guido e Felipe França. Thiago Pereira participou da eliminatória

18 jul 2015 21h58
| atualizado às 22h53
ver comentários
Publicidade

O Brasil conquistou neste sábado a medalha de ouro no 4x100 m medley no fechamento da natação nos Jogos Pan-Americanos de Toronto. A equipe formada por Arthur Mendes, Marcelo Chierighini, Guilherme Guido e Felipe França segurou a pressão dos americanos e ainda registrou o novo recorde da prova na competição, com o tempo de 3min32s68.

O ouro também irá se estender a Thiago Pereira, já que o Mr. Pan participou das provas eliminatórias. Com a medalha, o brasileiro chegou a 23 e conseguiu se tornar o maior recordista de pódios na história da competição, superando em uma o ex-ginasta cubano Erick Lopez. "Sabíamos que ia ser acirrado e que tínhamos de nos doar um pouco mais. É muito bom poder ajudar o Thiago também a realizar esse sonho. Uma honra poder ajudá-lo a superar esse desafio", disse Guido.

1500 m livre masculino
O brasileiro Brandonn Almeida, ouro nos 400 m medley, voltou ao pódio na prova mais longa das piscinas ao conquistar o bronze com o tempo de 15min11s70. O vencedor, para delírio dos canadenses, foi Ryan Cochrane, que também havia sido ouro nos 400 m livre, com o tempo de 15min06s40 (novo recorde da competição).

Brandonn Almeida exibe medalha dos 1500 m
Brandonn Almeida exibe medalha dos 1500 m
Foto: Satiro Sodre / SS Press

Brandonn, de apenas 18 anos, foi apontado por Thiago Pereira como possível sucessor e sai como uma das revelações do Brasil em Toronto. "Eu levo isso como incentivo. A palavra dele vale muito", afirmou o nadador, que falou sobre a possibilidade de um dia superar o recorde do Mr. Pan. "Vou trabalhar para isso. Por que não? Pode ser que um dia eu consiga", completou.

4x100 m medley feminino
O Brasil caiu na piscina com Daynara de Paula, Larissa Martins, Etiene Medeiros e Jhennifer Conceição, e as meninas garantiram um bronze com a marca de 4min02s52. Os Estados Unidos bateram o recorde da prova na competição, com 3min56s53, seguidos pelas donas da casa.

Foto: Satiro Sodre / SS Press

Etiene Medeiros chamou a atenção pelo ouro nos 100 m costas e por estar neste momento entre as mais rápidas do mundo. "Todas as meninas olham a Etiene como um incentivo. Antes nos conformávamos em chegar em quinto ou sexto. Hoje todas querem final olímpica", afirmou Larissa.

200 m medley feminino
Bronze em duas provas individuais, Joanna Maranhão terminou em um honroso quarto lugar na final dos 200 m medley, com o tempo de 2min12s39. O ouro ficou com a americana Caitlin Leverenz, medalhista da prova em Londres, com a marca de 2min10s51, superando o recorde pan-americano (que já era dela). A prata foi conquistada por outra americana, Meghan Small, e o bronze pela canadense Sydney Prickrem.

Joanna fica em quarto nos 200 m medley
Joanna fica em quarto nos 200 m medley
Foto: Satiro Sodre/ SS Press / Divulgação

800 m livre feminino
Na prova mais longa da natação entre as mulheres, o ouro ficou com a americana Sierra Schmidt, de apenas 17 anos, que venceu e ainda bateu o recorde pan-americano, que durava desde Wiinipeg 1999, em 8min27s54. A brasileira Carolina Bilich foi apenas a sétima, com 8min47s94.

Confira todas as medalhas conquistadas pelo Mr. Pan:

SANTO DOMINGO 2003
Ouro Prata Bronze
- 200 m medley 400 m medley

 

RIO DE JANEIRO 2007
Ouro Prata Bronze
200 m medley
400 m  medley
200 m costas
200 m  peito
4x100 m  livre
4x200 m  livre
4x100 m medley 100 m costas

 

GUADALAJARA 2011
Ouro Prata Bronze
100 m costas
200 m costas
200 m medley
400 m medley
4x100 m livre
4x100 m medley
4x200 m livre 200 m peito

 

TORONTO 2015
Ouro Prata Bronze
4x100 m livre
4x200 m livre
4x100 m medley
 
200 m medley 200 m peito

 

Susto! Felipe França se surpreende com tempo em bi nos 100 m:

 

Fonte: Terra
Publicidade
Publicidade