0

Brasil bate na trave duas vezes e fica sem medalha no BMX

11 jul 2015
18h14
atualizado às 19h13
  • separator
  • 0
  • comentários

Quase deu para o Brasil no BMX. E o pior: perdemos a medalha para a Argentina. Na final feminina, Priscila Stevaux acabou na quarta colocação, atrás da "hermana" Mariana Diaz, medalista de bronze com a terceira posição. Na decisão masculina, Anderson Ezequiel, o Andinho, acabou no quarto lugar.

Seleção Brasileira de BMX, em foto de arquivo competindo nos EUA
Seleção Brasileira de BMX, em foto de arquivo competindo nos EUA
Foto: Usabmx.com

As competidoras brasileiras no feminino foram Priscila Stevaux e Thaynara Morosini. Priscila acabou na quarta posição na bateria 1 e se classificou à final. Já Thaynara ficou em sexto, o penúltimo lugar, e ficou pelo caminho.

A final do feminino foi disputada. As favoritas Mariana Pajon e Stefany Hernandez caíram e abriram espaço à americana Felicia Stancil conquistar o ouro. Priscila Stevaux se livrou da colisão e acabou na quarta posição, atrás da venezuelana Domenica Azuero, prata, e da argentina Mariana Diaz, bronze.

No masculino, a promessa Renato Rezende fez ótimas quartas de final - acabou em primeira na bateria 4 -, mas foi eliminado na semifinal após acabar em sexto. Já Anderson Ezequiel acabou na segunda posição na semi e lucrou vaga na final.

Na decisão, Andinho acabou originalmente na quinta posição, porém o colombiano Carlos Yepes e foi eliminado, e o brasileiro pulou para quarto. O pódio ficou com Tory Nyhaug (CAN), Alfredo Campo (EQU) e Nicholas Long (EUA).

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade