2 eventos ao vivo

Berdych e Dimitrov vencem e reeditam final em Estocolmo

22 out 2015
21h35
  • separator
  • comentários

Em partida válida pelas quartas de final do ATP 250 de Estocolmo, o tcheco Tomas Berdych e o búlgaro Grigor Dimitrov reeditarão a final da edição 2014 do torneio. Os dois, juntos, detém os três últimos títulos do torneio.

Grigor Dimitrov, da Bulgária, retorna para Jerzy Janowicz da Polónia, durante o Aberto de Roma
Grigor Dimitrov, da Bulgária, retorna para Jerzy Janowicz da Polónia, durante o Aberto de Roma
Foto: Andreas Solaro / AFP)

Aos 30 anos de idade Tomas Berdych, que ocupa a 5ª posição do ranking, lidera o confronto direto contra Dimitrov por 5 vitórias contra 3 derrotas. Atual 26º colocado, Grigor Dimitrov foi vice-campeão do torneio em 2014, perdendo para o tcheco na final, e levantou o caneco em 2013. Além de 2014, Berdych também saiu campeão em 2012.

O tcheco vem de vitória sobre Alexander Zverev por 6/3 6/4, em 1h27 de partida. O domínio de Berdych contra o jovem de apenas 18 foi claro desde o início da partida. Disparando 7 aces contra apenas três do alemão, Berdych teve um aproveitamento total de 55% no primeiro saque, vencendo 75% dos pontos em que jogou com o fundamento. Já Zverev conseguiu 50% de aproveitamento, vencendo apenas 68% dos pontos com seu primeiro serviço.

Berdych teve uma quebra logo no início e abriu rapidamente 3/0 na parcial. Sem ser ameaçado uma vez sequer, o tcheco liquidou a parcial convertendo um dos cinco break points que teve à disposição. No segundo set, porém, viu seu adversário abrir os mesmos 3/0, mas usou sua experiência e volume de jogo para devolver a quebra sofrida e levar a parcial por 6/4, liquidando a partida.

Dimitrov elimina Almagro

Em um duelo de gerações, o jovem Grigor Dimitrov, de 24 anos, eliminou o ex-top 10 espanhol Nicolas Almagro por 6/2 6/4. O crédito para a vitória fica em grande parte para o bom serviço do búlgaro, foram apenas sete pontos perdidos em seus games de saque, 11 aces e incríveis 92% de pontos vencidos com o primeiro saque.

Sem ter seu saque ameaçado nenhuma vez na partida, Dimitrov converteu duas das três chances de quebra que teve no primeiro set e manteve a postura agressiva aproveitando a única chance que teve no segundo.

Lance!

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade