0

Bolzan pede união da Primeira Liga, e não descarta adiar primeira edição

Presidente do Grêmio ratifica desejo de debate nacional da Liga Sul-Minas-Rio, volta atenções para 'fomentar ideias' e diz: 'Não há problema se não ocorrer em 2016'

14 dez 2015
20h05
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Nem mesmo a desistência do Cruzeiro e a especulação da saída do Internacional foram suficientes para fazer o presidente do Grêmio, Romildo Bolzan Júnior desistir de ajudar a organizar a Primeira Liga. Em entrevista ao programa "Bate-Bola", da ESPN, nesta segunda-feira, o dirigente, que é um dos entusiastas da Liga Sul-Minas-Rio, exigiu que os clubes mantenham o debate e até já acenou com a chance de a primeira edição do torneio ser "adiada":

- Eu ainda quero manter o debate vivo e aceso, temos espaço para reconstruir isso. A gente não pode no primeiro contratempo fragilizar a perspectiva de união. Se esses clubes abrirem mão do debate nacional, esses clubes têm capacidade de sair. Não há problema se não der para fazer um campeonato em 2016.

Bolzan afirmou que a liga também deve ser pioneira em dar espaço ao debate no atual momento:

- O que menos importa nesse momento é o torneio em si, e sim criar um ambiente politico para um debate. A liga também é um fórum político, de uma cultura nova do futebol. Podemos ter o fórum corporativo, eles se ressentem de ter um debate supridor e fomentador de ideias.

Veja também:

Final do Paulistão e início do Brasileiro são os destaques do fim de semana
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade