1 evento ao vivo

CIRCUITO BB SUB-21: Vôlei invade a ‘praia’ de Uberlândia com campeões mundiais

8 jul 2015
15h45
  • separator
  • 0
  • comentários

A terceira etapa do Circuito Banco do Brasil Sub-21 de vôlei de praia desembarca nesta quinta-feira (09.07) em uma cidade sem o tradicional visual litorâneo, mas que mantém tradição e interesse pelo esporte. A terceira etapa da temporada 2015 ocorre em Uberlândia (MG), no Parque do Sabiá, com a presença de grandes promessas brasileiras. O torneio tem entrada franca à torcida, que poderá ver de perto campeões mundiais e olímpicos.

CIRCUITO BB SUB-21 volei de praia
CIRCUITO BB SUB-21 volei de praia
Foto: ivulgação

Uberlândia, que já recebeu inclusive uma etapa do Circuito Brasileiro de Vôlei de Praia, em 2001 (títulos para Ana Paula/Adriana e Franco/Roberto Lopes), será palco de intensas disputas. Terceira das cinco paradas, a etapa pode começar a definir a briga pelo título. Ao todo serão 33 times e 66 atletas nos dois gêneros, inclusive com fortes representantes ‘da casa’.

Destaque para cinco campeões mundiais Sub-19. Arthur Lanci, do Paraná, conquistou o torneio para o Brasil em 2014, ao lado do paraibano George. Mesmo ano em que a sergipana Duda conquistou o bicampeonato ao lado da também paraibana Andressa. Um ano antes, a mesma Duda havia sido campeã ao lado da também sergipana Tainá, sua parceira na competição neste final de semana, no Parque do Sabiá. Além deles, a mineira Ana Patrícia e campeã dos Jogos Olímpicos da Juventude de 2014, torneio conquistado junto de Duda.

Assim como ocorre no circuito Sub-19, o Sub-21 é um campeonato de seleções estaduais, com duplas da mesma federação. Ele mantém o formato das últimas duas temporadas, com cada estado indicando suas delegações nos dois gêneros em busca do título. Além dos atletas, que podem ser alterados a cada etapa, as federações elegem um técnico. Os pontos obtidos vãos para o estado e o campeão geral é determinado ao final das cinco etapas.

Atualmente a liderança no masculino está empatada entre Ceará e Paraná, com 380 pontos. A Paraíba aparece em segundo lugar, com 280. No feminino, Ceará e Sergipe dividem a primeira posição, com 360 pontos. Rio de Janeiro e Paraná aparecem na sequência, com 280 pontos. Além de Maringá (PR), Rio de Janeiro (RJ) e, agora, Uberlândia, o Circuito Banco do Brasil Sub-21 também passará em 2015 por João Pessoa (PB) e Manaus (AM).

Entre os inscritos para a etapa de Uberlândia, 12 duplas de cada naipe começam direto na fase de grupos, pela pontuação de suas federações no ranking de entradas. Outras quatro vagas à etapa principal são disputadas no torneio qualificatório (qualifying). Ao final, os 16 times são divididos em quatro chaves de quatro. Após a fase de grupos, disputada na sexta-feira (10.07), os 12 melhores (primeiros, segundos e terceiros de cada chave) avançam à fase eliminatória.

As oitavas de final (Round2) ocorrem ainda na sexta-feira (10.07), apenas entre os classificados em segundo e terceiro lugar das chaves. O sábado (11.07) é reservado para as quartas de final, onde os primeiros de cada grupo entram em cena, além das semifinais, disputas de bronze e finais do torneio.

Já estão na fase de grupos do torneio masculino as duplas Fernando/Vinícius (ES), Matheus Baby/Gabriel Mussi (RJ), Adrielson/Arthur Lanci (PR), Tawan/Paulinho (SC), Vitor Micael/Mateus Sampaio (DF), Jefferson/Allysson Lima (CE), George/Pedro (PB), Jardel/Liton (RN), Dayan/Savio (AC), Raul/Baruk (SE), Kaique/Kopa (RS), Akim/Ícaro Passos (BA) e outros quatro times provenientes do qualificatório.

Já o torneio feminino será formado por Kyce/Larissa (RN), Duda/Tainá (SE), Hegê/Verena (CE), Anna Luisa/Carol (RS), Beatriz/Amanda (RJ), Pitty/Paloma (BA), Victoria/Aninha (MS), Josyene/Elisa (RR), Karine/Bárbara (SP), Clicia/Chely (AM), Ana Patrícia/Rafaela (MG), Bitencourt/Amanda (PR) e mais quatro duplas classificadas pelo qualificatório.

O atual modelo foi implementado em 2013 com o objetivo de identificar novos talentos nas areias, num trabalho de renovação. E, a partir daí, analisar quais são os polos que precisam receber um incentivo maior para se desenvolverem e serem trabalhados de forma mais direcionada. Na temporada de estreia, os títulos ficaram com os estados do Paraná (masculino) e Sergipe (feminino), que repetiram a dose em 2014 e faturaram o bi.

Na primeira etapa, Allyson/Jefferson (CE) venceu Arthur Lanci/Adrielson (PR) na final e ficou com o ouro. Thales/Kevin (PB) completaram o pódio com o bronze. No feminino, Bitencourt/Monique (PR) superaram Hegê/Verena (CE) na decisão e levaram o título. Tainá/Ana Carolina (SE) levou a medalha de bronze.

Na segunda etapa, ouro para Arthur Lanci/Adrielson (PR), prata para Allyson/Jefferson (CE) e bronze para Vinícius/Sturaro (ES). No feminino, Duda/Tainá (SE) superou na decisão Hegê/Verena (CE), com bronze para Beatriz/Amanda (RJ).

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade