1 evento ao vivo

Ministério do Esporte se exime de polêmica na canoagem: 'Retomem a harmonia'

4 set 2015
14h26
  • separator
  • 0
  • comentários

O Ministério do Esporte também "entrou" na discussão entre atletas e a Confederação Brasileira de Canoagem. Nesta sexta-feira, os principais canoístas do país, liderados pelo campeão mundial Isaquias Queiroz, anunciaram um boicote ao evento teste da Rio-2016 reclamando de atraso de salários. Para o Ministério, a harmonia deve ser retomada.

Erlon de Souza e Isaquias Queiroz exibem medalhas de ouro conquistadas em Milão
Erlon de Souza e Isaquias Queiroz exibem medalhas de ouro conquistadas em Milão
Foto: Divulgação / CBCa

"O Ministério do Esporte espera que os atletas e dirigentes da canoagem de velocidade brasileira retomem a harmonia para que toda energia esteja voltada à preparação rumo aos Jogos Rio 2016", afirmou em comunicado oficial.

Isaquias, Erlon de Souza, Nivalter Santos e Ronilson de Oliveira decidiram não competir na Lagoa Rodrigo de Freitas neste fim de semana, afirmando que não recebem repasses do Banco Nacional de Desenvolvimento (BNDES) há oito meses, além de reclamarem da hospedagem no Rio de Janeiro, já que estão alojados na Escola de Educação Física do Exército.

Para o Ministério, o bom momento da canoagem no país que, só com Isaquias, já conquistou três medalhas de ouro em Mundiais (C1 500m, C1 500m, C2 1.000m) em 2013, 2014 e 2015, não pode ser deixado de lado.

"O grande apoio dado à modalidade pelo Ministério do Esporte vem se transformando em resultados esportivos extraordinários. Por este motivo, o Ministério credita um voto de confiança e espera que a situação volte à normalidade o mais breve possível", completou a nota do Ministério.

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade