8 eventos ao vivo

Renato Augusto é eleito o Bola de Ouro e Gabigol a revelação

Meia do Corinthians supera Jadson e é o melhor do ano na mais tradicional premiação do futebol brasileiro. Timão levou para casa cinco troféus

7 dez 2015
17h17
atualizado em 8/12/2015 às 10h29
  • separator
  • 0
  • comentários

O corintiano Renato Augusto segue colecionando prêmios. Depois de ser escolhido pelo LANCE! o melhor jogador do campeonato pela média de notas (6,7),  o meia ganhou também a  tradicional Bola de Ouro do Campeonato Brasileiro de 2015, concedido pela revista Placar (que criou a premiação ainda na primeira edição do Brasileirão, em 1971) e pelo canal ESPN.

"Sempre digo que futebol se joga com a cabeça e o corpo é o instrumento. Renato, além do senso liderança, tem isso. Ele é excelente, não só como atleta, mas como pessoa", disse Tite
"Sempre digo que futebol se joga com a cabeça e o corpo é o instrumento. Renato, além do senso liderança, tem isso. Ele é excelente, não só como atleta, mas como pessoa", disse Tite
Foto: Lance!

Assim como ocorre na premiação do LANCE!, a Bola de Prata também premia a regularidade, pois leva em consideração as notas que os jogadores conquistam a cada rodada do Brasileiro. Renato Augusto superou, por pequena margem, seu companheiro Jadson. 

-  Queria agradecer aos meus companheiros. Eles me ajudaram a ganhar esta Bola de Ouro. Jadson também seria merecedor e isso só mostra a força de um grupo que contou com outros dois corintianos que poderiam ter sido premiados. Este foi o meu melhor ano. Pelos prêmios,  pela convocação, o meu recorde em minutos jogados. Só tenho a agradecer também aos diretores do Corinthians, que acreditaram em mim num momento em que eu mesmo já estava deixando de acreditar. Estou tão feliz que hoje eu vou dormir com a Bola de Ouro e com a Bola de Prata - disse Renato Augusto.

O craque recebeu o prêmio das mãos se seu treinador, Tite, que foi só elogios ao meia. "Eu fiz a maior campanha para Renato Augusto e Jadson. Eles mereceram. E o que me deixa mais feliz é que todos formam um conjunto e nenhum jogador do Corinthians que recebeu o prêmio deixou de pidir os prêmios com os jogadores. Sempre digo que futebol se joga com a cabeça e o corpo é o instrumento. Renato, além do senso liderança, tem isso. Ele é excelente, não só como atleta, mas como pessoa"

Gabigol, a revelação

O atacante santista Gabriel, o Gabigol, ganhou o prêmio de revelação do futebol brasileiro em 2015. Ele marcou 21 gols na temporada, foi artilheiro da Copa do Brasil e destaque da Seleção Olímpica nos amistosos.

Ao todo, o Corinthians ficou com cinco prêmios. Grêmio, Atlético Mineiro e foram os outros times lembrados. 

A relação dos vencedores:

BOLA DE PRATA

Goleiro - Marcelo Grohe (Grêmio)
Lateral-direito - Rafael Galhardo (Grêmio)
Zagueiro - Gil (Corinthians)
Zagueiro - Geromel (Grêmio)
Lateral-esquerdo - Douglas Santos (Atlético-MG)
Volante - Rafael Carioca (Atlético-MG)
Volante - Elias (Corinthians)
Meia - Renato Augusto (Corinthians)
Meia - Jadson (Corinthians)
Atacante - Luan (Grêmio)
Atacante - Pratto (Atlético-MG)

Chuteira de Ouro - Ricardo Oliveira (Santos)
Bola de Ouro - Renato Augusto (Corinthians)

Prêmio de revelação - Gabriel (Santos)

TODOS OS VENCEDORES DA BOLA DE OURO

1971 - Dirceu Lopes (Cruzeiro)
1972 - Cejas (Santos)
1973 - Ancheta (Grêmio)
1974 - Zico (Flamengo)
1975 - Valdir Peres (São Paulo)
1976 - Figueroa (Internacional)
1977 - Toninho Cerezo (Atlético-MG)
1978 - Falcão (Internacional)
1979 - Falcão (Internacional)
1980 - Toninho Cerezo (Atlético-MG)
1981 - Paulo Isidoro (Grêmio)
1982 - Zico (Flamengo)
1983 - Roberto Costa (Atlético-PR)
1984 - Roberto Costa (Vasco)
1985 - Marinho (Bangu)
1986 - Careca (São Paulo)
1987 - Renato Gaúcho (Flamengo)
1988 - Taffarel (Internacional)
1989 - Ricardo Rocha (São Paulo)
1990 - César Sampaio (Palmeiras)
1991 - Mauro Silva (Bragantino)
1992 - Júnior (Flamengo)
1993 - César Sampaio (Palmeiras)
1994 - Amoroso (Guarani)
1995 - Giovanni (Santos)
1996 - Djalminha (Palmeiras)
19097 - Edmundo (Vasco)
1998 - Edilson (Corinthians)
1999 - Marcelinho Carioca (Corinthians)
2000 - Romário (Vasco)
2001 - Alex Mineiro (Atlético-PR)
2002 - Kaká (São Paulo)
2003 - Alex (Cruzeiro)
20004 - Robinho (Santos)
2005 - Tévez (Corinthians)
2006 - Lucas Leiva (Grêmio)
2007 - Thiago Neves (Fluminense)
2008 - Rogério Ceni (São Paulo)
2009 - Adriano (Flamengo)
2010 - Conca (Fluminense)
2011 - Neymar (Santos)
2012 - Ronaldinho Gaúcho (Atlético-MG)
2013 - Everton Ribeiro (Cruzeiro)
2014 - Ricardo Goulart (Cruzeiro)
2015 - Renato Augusto (Corinthians)

 

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade