PUBLICIDADE

São Paulo negocia com promessa pega em doping por cocaína

4 set 2015 07h38
| atualizado às 08h28
ver comentários
Publicidade

Dentro da filosofia implantada em novembro do ano passado de prospectar jovens talentos em todo Brasil, o São Paulo negocia a contratação do meia Raniel, de 19 anos. O garoto é tratado como promessa do Santa Cruz, mas há cinco meses enfrenta drama por ter sido flagrado em exame antidoping por uso de cocaína.

O interesse do Tricolor Paulista no atleta é antigo, embora as conversas só tenham se intensificado há cerca de duas semanas após visita de uma comitiva do time pernambucano ao CFA Laudo Natel, em Cotia. O contato dos cartolas impulsionou o negócio, até então mantido em sigilo.

"Houve sinalização, mas assim como o São Paulo se manifestou, existem outros clubes interessados. Nós nem sequer divulgamos nada desse caso porque estamos segurando essa informação. A ideia é não criar expectativa, pois pode não se concretizar. Ele é um atleta de nível um pouco acima dos demais, por isso temos que agir com diferença (mais cuidado)", explicou um dos diretores da base do Santa Cruz, Jaime Cordeiro, à reportagem do LANCE!.

Raniel está cumprindo as duas últimas semanas da pena imposta pela Comissão Antidopagem da CBF no fim de abril. A expectativa é que o garoto possa voltar aos gramados na segunda quinzena de setembro, mês que é colocado como prazo final pelos pernambucanos para que o São Paulo tenha um posicionamento definitivo nas negociações.

O Santa possui 80% dos direitos econômicos de Raniel, enquanto os outros 20% pertencem a um empresário. Desde os primeiros passos, a joia tem sido envolvida em especulações sobre a venda de seus direitos para grupos de investidores, mas as novas regras da Fifa impedem acordos do tipo. É possível, porém, que tais grupos entrem como parceiros de clubes interessados para bancar a contratação do meia-atacante.

"Existe um grupo de investidores interessado. Ele é um atleta de vigor físico interessante, e que tem a parte técnica muito bem desenvolvida", ressaltou Jaime Cordeiro.

O cartola se recusou a falar sobre a pedida do clube pernambucano para liberar Raniel, mas o L! apurou que os números chegam a R$ 2,5 milhões pelos 80% dos direitos. A última vez em que o meia disputou uma partida oficial foi em 5 de abril deste ano, quando o Santinha empatou em 1 a 1 com o rival Sport na Ilha do Retiro, na 10 rodada do hexagonal final do Campeonato Pernambucano.

Lance!
Publicidade
Publicidade