PUBLICIDADE

TV: sem credencial, Suárez deixa hotel sob proteção policial

26 jun 2014 - 20h21
(atualizado às 20h29)
Ver comentários
Publicidade
<p>Luis Suárez foi obrigado a deixar a concentração da seleção uruguaia</p>
Luis Suárez foi obrigado a deixar a concentração da seleção uruguaia
Foto: Carlos Barria (BRAZIL - Tags: SOCCER SPORT WORLD CUP) / Reuters

A mordida dada no zagueiro italiano Chiellini, na vitória do Uruguai sobre a Itália, na última terça-feira, na Arena das Dunas, custou mais caro do que o esperado ao atacante Luis Suárez. Suspenso por nove jogos pela seleção e afastado de qualquer atividade ligada ao futebol nos próximos quatro meses, o uruguaio ainda teve sua credencial da Copa do Mundo retirada pela Fifa no início da manhã desta quinta-feira.

Quer acompanhar as notícias e jogos da sua seleção? Baixe nosso app. #TerraFutebol

Segundo informações do canal ESPN, a atitude da Fifa fez com que Suárez deixasse a concentração sob custódia policial, já que sem a credencial, o atacante não poderia continuar hospedado junto com a delegação e nem mesmo almoçar com seus companheiros uruguaios.

O atleta foi enquadrado nos artigos 48, que trata de conduta indevida contra adversários ou outros envolvidos na partida; e 57, que avalia comportamento ofensivo e fair play, do Código Disciplinar da Fifa. Além disso, a entidade nacional deverá ainda pagar uma multa de 100 mil francos suíços (R$ 245 mil) pela mordida do jogador.

O Uruguai enfrentará a Colômbia no sábado, às 17h (de Brasília) no estádio do Maracanã, onde há 64 anos ganhou a Copa diante do Brasil, garantindo o campeonato mundial de 1950, o segundo de sua história. Diego Forlán poderá ser o substituto de Suárez na equipe comandada por Óscar Tabárez.

Ouça as principais músicas do Mundial:

 

Fonte: Terra
Publicidade
Publicidade