1 evento ao vivo
Logo do Jogos Pan-Americanos
Foto: terra

Jogos Pan-Americanos

Jogos Pan-Americanos

Com caravana, Chibana vence "gigante" e leva 2º ouro no judô

William Lucas / Inovafoto

Judoca da categoria meio-leve contou com a torcida de vários familiares que alugaram uma casa em Toronto para torcer pelo brasileiro

12 jul 2015
21h26
atualizado em 13/7/2015 às 02h41
  • separator
  • 0
  • comentários

A confiança de que Charles Chibana sairia dos Jogos Pan-Americanos de Toronto era grande na família do judoca. Tanto que uma "caravana" de familiares estava presente nas arquibancadas neste domingo quando o brasileiro entrou para disputar a final da categoria meio-leve em Mississauga, a cerca de uma hora de Toronto. A torcida deu certo e Chibana, estreante em Pan, manteve a tradição da sua categoria garantindo a terceira medalha de ouro consecutiva nos meio-leves, que já tinha ganho com João Derly (Rio 2007) e Leandro Cunha (Guadalajara 2011). 

Mas a medalha foi sofrida para Chibana. A final contra o canadense Anthoine Bouchard começou pior para o brasileiro. Mais alto e com uma envergadura bem maior que a do brasileiro, o judoca da casa se impôs desde o início da luta pelo tamanho e abriu vantagem com um yuko. Chibana, mesmo bem menor, não desistiu da luta e devolveu o yuko com cerca de 2 minutos para o fim do combate.

Charles Chibana não perdeu lutas nos Jogos Pan-Americanos de Toronto
Charles Chibana não perdeu lutas nos Jogos Pan-Americanos de Toronto
Foto: William Lucas / Inovafoto

A vitória veio por ippon a 47 s do fim. Chibana não se deixou levar pela pegada mais forte do adversário e conquistou a vitória mais marcante da equipe brasileira até o momento no Pan de Toronto. Após a medalha, o brasileiro ressaltou a diferença de tamanho do oponente, mas fez críticas a tática do canadense. 

"O canadense tinha uma tática meio escrota de cruzar a pegada, aproveitando o tamanho. Mas eu vim desde o começo com uma tática pré-definida de luta e não mudei. Tive paciência para saber o momento certo de pegar na manga e ainda bem que consegui o ippon", afirmou Chibana após conquistar a medalha de ouro. 

O judoca rapidamente foi comemorar com os integrantes da sua família que vieram em oito pessoas para assistir as lutas em Toronto. Pais, avó, tia, irmão, cunhada e primos deixaram o Brasil para torcer pelo filho mais famoso da família nos Jogos Pan-Americanos. "Quando vi o número de pessoas que vinha, pensei: melhor alugar uma casa do que gastar uma fortuna com diária de hotel. Viemos em oito para cá. O mais complicado é o ingresso. Quase R$ 1 mil por dia de lutas. Planejamos isso aqui faz tempo. Desde fevereiro, a gente está olhando casa", afirmou Mario Chibana, pai do judoca agora medalhista de ouro do Pan. 

Charles Chibana faturou a medalha de ouro neste domingo
Charles Chibana faturou a medalha de ouro neste domingo
Foto: William Lucas / Inovafoto

Rafaela Silva sangra para levar bronze

Após viver uma pequena decepção por não conseguir fazer valer seu favoritismo e garantir uma vaga na final do Pan, Rafaela Silva não abaixou a cabeça e voltou bem concentrada para sair do Canadá com pelo menos a medalha de bronze. A brasileira dominou desde o início do combate, aplicando um waza-ari em sua oponente no primeiro minuto de luta. 

Na sequência, porém, um susto quase complicou a vida de Rafaela no combate. Ao tentar um golpe na venezuelana Anriquelis Barrios, a brasileira acabou batendo a boca no chão. Como usa aparelho, ela acabou fazendo um ferimento de tamanho médio na boca e teve que paralisar a luta por alguns minutos até que parasse de sangrar. 

Rafaela critica própria apatia e quase comeu cabelo de rival

Rafaela voltou concentrada para o confronto e somente confirmou a vitória e a medalha de bronze no Canadá. 

Alex Pombo sofre lesão e "estraga" meta da equipe

A meta ousada traçada pela equipe de judô para estes Jogos Pan-Americanos não conseguirá mais ser cumprida. A ideia eram 14 medalhas conquistadas em 14 provas, juntando masculino e feminino. Porém, o peso leve Alex Pombo acabou perdendo a disputa por bronze e foi o primeiro dos seis judocas da equipe a sair de Toronto sem medalhas. 

Rafaela Silva ficou com o bronze no Pan de Toronto
Rafaela Silva ficou com o bronze no Pan de Toronto
Foto: William Lucas / Inovafoto

A derrota veio com uma lesão no meio da luta com o canadense Arthur Margelidon. "Quando tentei o movimento, senti meu joelho estalar. Não consegui mais colocar apoiar o pé no chão. Ainda tentei fazer o que deu até o fim da luta, mas ficou complicado". 

Ranking Geral - País Ouro Prata Bronze TOTAL
Canadá 10 8 6 24
Estados Unidos 7 5 7 19
Colômbia 6 5 3 14
México 4 6 7 17
Brasil 4 4 5 13
Veja o quadro completo aqui

 

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade