publicidade
30 de outubro de 2011 • 01h57 • atualizado às 05h12

Ex-campeão do UFC, BJ Penn perde para Diaz e anuncia aposentadoria

BJ Penn foi castigado na trocação, mas demonstrou boa resistência e não sofreu o nocaute em sua última luta no UFC
Foto: AP
 

Em um dos melhores combates deste sábado, Nick Diaz derrotou BJ Penn por decisão unânime dos juízes (29/28, 29/27, 29/28) no evento principal da noite do UFC 137. A luta, válida pela categoria meio-médio, foi bastante franca, com ambos os atletas trocando golpes durante todo o confronto.

Após começar melhor o primeiro round, o havaiano, que já foi o campeão de duas categorias diferentes no UFC, levou a melhor, trabalhando bem na trocação, e levando inteligentemente a luta para o chão nos momentos em que era pressionado.

A partir do segundo assalto, no entanto, Diaz, que iria protagonizar o combate contra o campeão dos meio-médios Georges St. Pierre, mas perdeu a chance de lutar pelo cinturão por faltar a uma das entrevistas que iriam promover o duelo, começou a dominar as ações e a castigar seu adversário com um bom jogo de boxe.

No terceiro round, apesar de BJ ter conseguido equilibrar um pouco as coisas, encaixando bons contra-ataques, Diaz seguia mais consistente e quase derrubou o havaiano, que foi o primeiro faixa preta não-brasileiro a se tornar campeão mundial de jiu-jitsu, mas o nocaute não aconteceu e a decisão ficou na mão dos juízes.

Com o amplo domínio ao longo de todo o confronto, Nick Diaz foi escolhido o vencedor por pontos, em decisão unânime.

Derrotado, BJ Penn surpreendeu a todos os presentes ao anunciar sua aposentadoria. O atleta, que é considerado um dos principais lutadores da história da modalidade, encerra sua trajetória no MMA com um cartel de 16 vitórias, oito derrotas e dois empates.

Penn foi o segundo lutador a anunciar a sua aposentadoria neste sábado. Antes dele, o croata Mirko "Cro Cop" Filipovic também havia dito que não iria seguir competindo, após sofrer um nocaute técnico na luta contra Roy Nelson.

Em luta monótona, Kongo vence por pontos e segura ascensão de ex-jogador de futebol americano

Antes do evento principal entre B.J. Penn e o ex-campeão do Strikeforce Nick Diaz, o francês Cheick Kongo conquistou a segunda vitória consecutiva no Ultimate Fighting Championship. O lutador, em duelo válido pela categoria dos pesados, derrotou o americano Matt Mitrione por decisão unânime dos juízes (30/27, 30/28, 29/28), e decretou a primeira derrota na carreira do antigo jogador de futebol americano.

Em um primeiro round equilibrado, Kongo conseguiu controlar a distância e impedir a aproximação de Mitrione. Striker característico, o francês, contudo, não pressionou o ex-jogador de futebol americano e carregou o combate até a última parcial com dúvidas, sem impor uma vantagem clara para o julgamento dos árbitros.

No último round, por outro lado, Kongo agiu. Mais experiente em relação ao adversário, que entrara no octógono apenas pela sexta vez na carreira, o francês conseguiu, enfim, obter o domínio claro do embate. Com um excelente trabalho de quedas, somados com contundentes e fortes golpes, o europeu impediu qualquer reação do americano e conseguiu um importante triunfo para coloca-lo novamente entre os principais nomes da categoria.

Terra