3 eventos ao vivo

Brasil estreia no Mundial de Judô e tenta apagar fiasco

8 set 2010
17h42
atualizado em 10/9/2010 às 10h09
Diego Garcia

A Seleção Brasileira de judô estreia nesta quarta-feira no Mundial do Japão, em Tóquio. A equipe, que conta com 17 judocas, é uma das favoritas a medalhas em várias categorias e será representada por alguns lutadores com currículos vitoriosos.

A equipe tenta apagar a péssima da campanha do Mundial da Holanda, em 2009, quando saiu da competição sem nenhuma medalha. Por sua vez, na edição anterior, em 2007, no Brasil, havia levado ouro com Tiago Camilo, João Derly e Luciano Corrêa.

Os pesos pesados Rafael Silva, Walter Santos, Maria Suellen Altheman e os meio-pesados Luciano Corrêa e Mayra Aguiar vão ser os primeiros brasileiros a entrar no ginásio. Nesta quarta, a partir das 22h (de Brasília), os cinco pisarão no tatame do Nacional de Yoyogi e iniciarão a busca por medalhas para o País.

A competição, que passou a ser disputada anualmente, contará com 792 atletas de 101 países e vale pontos para o ranking olímpico de Londres 2012. Por isso, o Terra elaborou um pequeno perfil dos lutadores que representarão o Brasil no Japão.

Confira abaixo os nomes:

Seleção Feminina:

Tiago Camilo é uma das principais esperanças de medalha para o Brasil no Mundial
Tiago Camilo é uma das principais esperanças de medalha para o Brasil no Mundial
Foto: Washington Alves/FOTOCOM.NET / Divulgação

Sarah Menezes: a mais leve das mulheres brasileiras no Mundial é também uma das mais novas. Nascida em Teresina (PI), em 26 de março de 1990, Sarah compete na categoria ligeiro (-48kg). Apesar de jovem, a lutadora entrará com boas chances de vitória no torneio, principalmente após títulos na Copa do Mundo de São Paulo (2010) e na Copa do Mundo de Madri (2009). Menezes é atleta da Academia Expedito Falcão, do Piauí.

Erika Miranda: após o frustrante corte dos Jogos Olímpicos de Pequim 2008, quando sentiu uma lesão no ligamento cruzado e no colateral do joelho direito, Erika tem uma nova chance de vencer no continente asiático, desta vez no Japão, na categoria meio-leve (abaixo de 52kg). Com 23 anos de idade, a judoca nascida em Brasília compete pelo Minas Tênis Clube. Conquistou a Copa do Mundo de Belo Horizonte e foi prata no Pan-Americano do Rio, em 2007.

Rafaela Silva: lutadora da categoria leve (-57kg), Rafaela é carioca de nascimento e, com apenas 18 anos de idade (nasceu em 24 de abril de 1992), tem como principais trunfos um ouro na Copa do Mundo de Madri, em 2009. Também conquistou o Campeonato Mundial Júnior, em 2008. Representa o Instituto Reação, do Rio de Janeiro.

Mariana Silva: natural de Peruíbe, Mariana ainda busca seu espaço na categoria meio-médio (para atletas que pesam menos de 63kg). Aos 20 anos, Silva tem como principais feitos na carreira três medalhas de bronze: no Campeonato Mundial Sub-20, no Grand Slam do Rio de Janeiro e no Pan-Americano, todos em 2010. Luta pela Associação de Judô Rogério Sampaio.

Maria Portela: ouro na Copa do Mundo de São Paulo em 2010 na categoria médio (-70kg), Portela representa o Centro Olímpico, de São Paulo. Nasceu em Santa Maria, no Rio Grande do Sul, e também conquistou medalhas de prata e bronze na Copa do Mundo de Belo Horizonte, em 2009 e 2008, respectivamente, e de prata no Campeonato Pan-Americano, também em 2009. Tem 22 anos.

Mayra Aguiar: com apenas 19 anos, a judoca compete na categoria meio-pesado (menos de 78kg) e conquistou prêmios de prata e bronze no Mundial Júnior, em 2008 e 2009. A judoca volta ao Mundial Sênior depois de ficar afastada por cirurgia no joelho entre 2008 e 2009; seu último foi Mundial foi no Rio 2007. Representa o clube Sogipa, do Rio Grande do Sul, e também conquistou o bronze no Grand Slam do Rio e foi ouro na Copa do Mundo de Budapeste, em 2010. É a 14ª colocada no raking mundial.

Maria Suellen Althaman: outra representante da Associação de Judô Rogério Sampaio, Maria Suellen nasceu em São Paulo, em 1988. Foi medalhista de prata no Grand Slam do Rio, em 2010, ganhou medalhas de bronze no Pan-Americano 2010 e ouro no Brasileiro de 2008. Atualmente, é a 15ª colocada no ranking mundial.

Seleção Masculina:

Felipe Kitadai: atleta do clube Barueri, em São Paulo - cidade onde também nasceu, em 1989 -, Felipe é o representante brasileiro na categoria ligeiro (-60kg). Foi ouro nos Jogos da Lusofonia 2009, bronze na Copa do Mundo de São Paulo 2010 e prata no Campeonato Pan-Americano, em 2010.

Leandro Cunha: outro paulistano de nascimento entre os homens, o judoca também é um dos mais experientes do grupo. Às vésperas de completar 30 anos - idade que assume no dia 13 de outubro deste ano -, Leandro tem o currículo recheado de conquistas, como um título na Copa do Mundo de Belo Horizonte, em 2009, outro no Pan-Americano de 2004 e uma prata na Super Copa do Mundo de Paris, em 2007. É atleta do Pinheiros e compete na categoria para atletas que pesam menos de 66kg (meio-leve).

Bruno Mendonça: judoca da categoria leve, para atletas abaixo de 73kg, Bruno vive uma temporada gloriosa em 2010 e espera manter a boa fase no Japão. Neste ano, o atleta, da Associação de Judô Rogério Sampaio, triunfou na Copa do Mundo de São Paulo e levou o bronze no Grand Slam de Moscou e no Campeonato Pan-Americano. É natural de Santos.

Leandro Guilheiro: nascido em Suzano/SP, o atleta da categoria meio-médio (menos de 81kg) compete no Brasil pelo Esporte Clube Pinheiros e chega ao continente asiático embalado pelo recente ouro no Grand Slam de Paris. Também foi prata no Grand Slam do Rio, em 2009, bronze nos Jogos Olímpicos de Pequim 2008 e Atenas 2004. Hoje com 27 anos, ele também venceu o Mundial Júnior em 2002, quando tinha 19.

Flávio Canto: o mais velho dos 17 atletas brasileiros no Japão é Flávio, 35 anos, que treina no grupo carioca Reação. Nasceu em Oxford, na Inglaterra, e mudou-se para o Brasil aos 2 anos de idade. Morou nos EUA e praticou surfe e natação antes de chegar ao judô, influenciado pelo ex-judoca Aurélio Miguel. É um dos mais vitoriosos lutadores do País, com dez medalhas em Copas do Mundo e ouro nos Jogos Pan-Americanos de Santo Domingo (2003), além de um bronze olímpico (Atenas 2004). Ainda é heptacampeão sul-americano e penta pan-americano. Compete no meio médio (-81kg).

Tiago Camilo: outro representante do clube paulista Pinheiros, Tiago luta na categoria dos médios (menos de 90kg) e tem 28 anos de idade. É um dos favoritos para triunfar no Japão, principalmente após a medalha de ouro na Copa do Mundo de Lisboa, neste ano. Em Olimpíadas, bateu na trave duas vezes: foi prata em Sidney 2000 e bronze em Pequim 2008. Venceu o Mundial em 2007, no Brasil.

Hugo Pessanha: segundo judoca brasileiro na categoria dos médios, Hugo treina no Minas Tênis Clube-MG e tem 24 anos. Carioca de nascimento, apresentou um retrospecto invejável na atual temporada, pois conquistou o Grand Slam do Rio de Janeiro, a Copa do Mundo de São Paulo e o Campeonato Pan-Americano Sênior 2010. Também foi prata no Grand Slam do Rio em 2009.

Luciano Corrêa: famoso por sua raça durante as lutas, o meio-pesado (menos de 100kg) é brasiliense e também defende o Minas Tênis Clube-MG. No currículo, venceu o Campeonato Mundial, em 2007, foi bronze no mesmo torneio, em 2005, e prata no Grand Slam do Rio de Janeiro, em 2009. Nesta temporada, foi ouro na Copa do Mundo de São Paulo, em 2010. É o quinto colocado no ranking mundial e atual campeão do Grand Slam de Moscou, local no qual venceu na decisão ninguém menos que Takamasa Anai, nº 1 do mundo.

Walter Santos: primeiro brasileiro na categoria peso-pesado (acima de 100kg), Walter treina no Sogipa, do Rio Grande do Sul, e tem 28 anos. Traz como maiores feitos na carreira os títulos na Copa do Mundo de Belo Horizonte, em 2009, e na de Bucareste, no mesmo ano. Neste ano, foi prata na Copa de Viena.

Rafael Silva: segundo peso-pesado da Seleção, Rafael é natural de Campo Grande (MS) e treina no Pinheiros-SP. É um dos principais favoritos à conquista da modalidade, especialmente depois que atropelou todos os adversários nos Jogos Sul-Americanos e na Copa do Mundo de Madri, ambos em 2010. Tem apenas 23 anos de idade.

Fonte: Especial para Terra

compartilhe

publicidade
publicidade