2 eventos ao vivo

Diogo Silva força golden score, mas perde no desempate e disputa bronze

9 ago 2012
12h33
atualizado às 15h23
Allan Farina
Direto de Londres

Quarto colocado em Atenas 2004, Diogo Silva teve uma nova oportunidade para disputar uma medalha olímpica, já que em Pequim, há quatro anos, o atleta não esteve na China com a delegação do País. Nesta quinta-feira, o brasileiro alcançou a semifinal e encarou o iraniano Mohammad Bagheri Motamed, que eliminou o afegão Rohullah Nikpah, bronze em Pequim. Contudo, o paulista não resistiu e sucumbiu no desempate (45 a 17), após igualdade por 5 a 5, dando adeus ao ouro e indo disputar agora o terceiro lugar com o britânico Martin Stamper.

» Vote na maior decepção brasileira nos Jogos de Londres
» Escolha o esporte e assista aos vídeos da Olimpíada de Londres
» Saiba tudo sobre os medalhistas do Brasil em Londres
» Veja como foram as conquistas dos brasileiros
» Confira a programação de ao vivo do Terra
» Veja a agenda e resultados dos Jogos de Londres

O primeiro round foi equilibrado, mas o brasileiro sofreu uma queda que por pouco não lhe rendeu uma lesão. Após se recuperar, Diogo seguiu com o combate, que permanecia amarrado. A etapa inicial terminou com empate por 0 a 0, com ambos os atletas se estudando bastante e sem conseguir encaixar golpes certeiros.

A segunda etapa contou com vantagem do iraniano, que contou com dois vacilos do brasileiro e recebeu dois pontos da arbitragem. Motamed demonstrava mais tranquilidade, e sabia administrar a diferença obtida ao longo do round. Assim, ganhou por 2 a 0 e foi à parcial final precisando apenas controlar a luta.

O iraniano ampliou a vantagem no início do terceiro round, mas Diogo Silva rapidamente devolveu o golpe. Mas, advertido, foi obrigado a manter a cautela e demonstrava não estar em suas melhores condições físicas, graças ao pé esquerdo machucado no início do combate.

O direito também sentiu no fim, o brasileiro sofreu mais advertências e, quando encaminhava para uma derrota por 5 a 1, acertou um chute espetacular na cabeça do rival que empatou o duelo a seis segundos do fim. Mas, no golden score, a igualdade seguiu e, no desempate, Diogo perdeu por 45 a 17.

Duelos pela manhã

O semblante tranquilo e focado de Diogo Silva refletiram a postura do brasileiro no combate da manhã desta quinta, contra o jordaniano Mohammad Abulibdeh. O atleta sul-americano venceu por 7 a 5 e garantiu passagem para a semifinal do torneio válido pela categoria até 68 kg e disputado na Olimpíada de Londres.

Mesmo depois de sofrer 1 a 0 do atleta adversário e receber um golpe nas partes íntimas (que valeu uma punição ao jordaniano), o brasileiro assumiu o controle do combate e começou a pontuar, investindo em contra-ataques. O representante nacional conseguiu abrir 5 a 1 e tranquilizar o combate durante o último round.

A grande vantagem, contudo, diminuiu rapidamente. O jordaniano, segundo a arbitragem, atingiu Diogo Silva com um chute alto, atingindo o competidor nacional na cabeça. Tal ação rendeu três pontos ao atleta, que diminuiu abruptamente a diferença no marcador nos últimos segundos do duelo pelas quartas de final.

Com pouco tempo, o jordaniano buscou uma blitz que revertesse o marcador contra o brasileiro. Bem focado e tranquilo no combate, apesar da pressão final, Diogo Silva respondeu com eficientes contra-ataques e obteve a vitória por 7 a 5.

"Vou entrar muito forte, já é disputa de medalha, mas vou manter a mesma disciplina e paciência de todas as lutas", garantiu Diogo Silva, que não se mostrou incomodado com a polêmica decisão do árbitro de assinalar o chute alto do jordaniano. "Não me preocupo com isso, independente do placar, vou lutar contra o árbitro, contra torcida, contra os atletas. Hoje luto com qualquer um", discursou o confiante atleta.

O brasileiro empatou a luta a 6s do fim, mas foi derrotado após Golden Score
O brasileiro empatou a luta a 6s do fim, mas foi derrotado após Golden Score
Foto: Bruno Santos / Terra
Fonte: Terra
publicidade