0

Judoca Rafael Silva se lesiona e dá lugar a David Moura no Pan de Toronto

24 jun 2015
11h13
atualizado às 11h46
  • separator
  • 0
  • comentários

Responsável por conquistar a primeira medalha olímpica brasileira no judô, Rafael Silva sofreu uma lesão no tendão do músculo peitoral durante um treino de força no início da semana e está fora dos Jogos Pan-Americanos de Toronto. O judoca paranaense vai começar o tratamento no dia 30 de junho e não se recupera a tempo para a disputa. Em seu lugar, foi convocado o mato-grossense David Moura.

"Estou muito triste por não poder lutar os Jogos Pan-Americanos e defender as cores do meu País, mas estou tranquilo e certo de que voltarei mais forte. Ficarei na torcida pelo sucesso do nosso time no Canadá", garantiu o atleta, prata na categoria +100kg no Pan de 2011 e bronze nas Olimpíadas de Londres 2012, que resultaram na melhor campanha da história do judô brasileiro nos Jogos.

Número 12 do ranking mundial na categoria pesado (+100kg), David Moura lamentou a situação do colega, mas garantiu que fará de tudo para subir ao pódio no Canadá.

"Infelizmente, a convocação veio com a lesão de um companheiro de seleção. Mas vou dar o meu melhor para honrar essa oportunidade e buscar uma medalha para o Brasil", assegurou o campeão do Pan-Americano de judô de Edmonton em abril.

David também foi prata nos Grand Slams de Paris 2014 e de Baku 2013, além de ter conquistado o bronze nos Grands Prix de Almaty e Tashkent, também em 2013. Sua principal conquista foi o ouro na Copa do Mundo de San Salvador 2010. Será sua primeira participação nos Jogos Pan-Americanos. O judoca se reúne ao restante da delegação nesta quarta-feira, na cidade de Mangaratiba, a pouco mais de 100km do Rio de Janeiro. A Seleção Brasileira de judô embarca para Toronto no dia 2 de julho.

Ney Wilson, gestor técnico de alto rendimento da Confederação Brasileira de Judô, lembrou que as lesões fazem parte da vida de um competidor de alto nível e assegurou que o Brasil tem substitutos à altura para a competição continental.

"O nível técnico dos atletas é semelhante e, por isso, a comissão técnica acredita que a equipe continua muito forte e pronta para cumprir o objetivo de buscar medalhas nas 14 categorias", avaliou Wilson.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade