1 evento ao vivo

Rafaela Silva é desclassificada por golpe ilegal e chora no tatame

30 jul 2012
06h08
atualizado às 09h51
Allan Farina
Direto de Londres

A brasileira Rafaela Silva protagonizou um momento confuso nos Jogos Olímpicos de Londres. A competidora nacional acabou eliminada da competição, válida pela categoria dos leves (até 57 kg), depois de aplicar um golpe ilegal, apontado pela arbitragem somente depois de revisão pedida pelos árbitros laterais. Depois do anúncio do juiz central, que a princípio havia marcado um wazari a favor de Rafaela, a carioca chorou copiosamente ainda no tatame e precisou ser consolada pela adversária, a húngara Hedvig Karakas.

» Confira imagens da campanha de ouro de Sarah Menezes em Londres 2012
» Sarah Menezes faz história, vence romena e faz história
» Saiba mais sobre os medalhistas brasileiros
» Veja o quadro de medalhas de Londres 2012

Demonstrando a mesma postura agressiva da estreia, Rafaela Silva dominou o combate diante da adversária húngara até o momento em que aplicou o polêmico golpe. A competidora aplicou a entrada e conseguiu encaixar um wazari, anotado imediatamente pela arbitragem. Contudo, os árbitros laterais pediram revisão e flagraram o ataque da brasileira às pernas da rival, regra não permitida. Consequentemente, a competidora do Rio de Janeiro acabou eliminada.

O anúncio da arbitragem desesperou Rafaela Silva. Ainda no tatame, a brasileira se mostrou incrédula com a eliminação por conta de uma desclassificação. Deitada e chorando muito, a carioca precisou ser amparada pela própria adversária húngara, que, constrangida, comemorou discretamente a classificação às quartas de final.

Judoca criada no Instituto Reação, na Cidade de Deus, em projeto social comandado pelo medalhista olímpico Flávio Canto, Rafaela Silva, considerada uma das favoritas ao pódio (ainda mais depois da queda da portuguesa Telma Monteiro, terceira no ranking mundial - um posto acima de Rafaela), deixou o tatame abalada pela eliminação. Amparada pela técnica Rosicleia Campos, a jovem de apenas 20 anos passou sem falar com a imprensa rumo aos vestiários.

Campanha

Na primeira rodada, a competidora do Rio de Janeiro venceu a alemã Miryam Roper por dois yukos de vantagem, em duelo pela categoria dos leves (até 57 kg). O triunfo de Rafaela Silva quebrou o jejum do último domingo, quando o Brasil, com Erika Miranda e Leandro Cunha na categoria meio-leve, acabou eliminado ainda nos primeiros combates.

As duas atletas evitaram qualquer tipo de ação no primeiro minuto de luta. A falta de atitude de ambas resultou em uma punição para cada, castigo que acordou a brasileira. Dona de um retrospecto de quatro lutas e quatro vitórias contra a alemã, Rafaela Silva controlou o ritmo do combate e somou o primeiro yuko por conta da falta de combatividade da rival, que buscou evitar o confronto direto.

A vantagem soltou o jogo de Rafaela até o final do combate. Com tranquilidade, a judoca brasileira conseguiu somar outro yuko, revertendo um uchimata da adversária, e praticamente definiu o combate. Nos segundos finais, a alemã se mostrou mais agressiva na busca pela reação. Contudo, extremamente segura, Rafaela Silva trabalhou no contra-ataque e segurou o resultado positivo no duelo pela categoria dos leves.

Olimpíada ao vivo no Terra
O Terra, maior empresa de internet da América Latina, ao vivo e em alta definição (HD) todas as modalidades dos Jogos Olímpicos de Londres. Com reportagens especiais e acompanhamento do dia a dia dos atletas, a cobertura conta comtextos,vídeos,, fotos participação do internautae repercussão no Facebook.Siga também a cobertura no Twitter e participe com a hashtag: #TerraLondres2012

Favorita para avançar às quartas, Rafaela Silva chorou muito depois do anúncio da arbitragem
Favorita para avançar às quartas, Rafaela Silva chorou muito depois do anúncio da arbitragem
Foto: Reuters
Fonte: Terra
publicidade