1 evento ao vivo

Seleção Brasileira de judô é convocada para Mundial do Rio de 2013

5 ago 2013
17h46
atualizado às 18h13

Nesta segunda-feira, a Seleção Brasileira foi inscrita na Federação Internacional de Judô (FIJ) para participar do Campeonato Mundial Rio 2013, que será realizado entre os dias 26 de agosto e 1º de setembro, no ginásio do Maracanãzinho, no Rio de Janeiro (RJ). A Confederação Brasileira de Judô (CBJ) vai utilizar todas as nove vagas às quais tem direito no torneio individual, uma em cada peso, com possibilidade de dobra em duas categorias.

Entre os homens, Felipe Kitadai (60 kg), Charles Chibana e Luis Revite (66 kg), Bruno Mendonça (73 kg), Victor Penalber (81 kg), Tiago Camilo (90 kg), Renan Nunes e Luciano Correa (100 kg) e Rafael Silva (+ 100 kg) foram chamados.

Já a equipe feminina será composta por Sarah Menezes (48 kg), Erika Miranda e Eleudis Valentim (52 kg), Rafaela Silva e Ketleyn Quadros (57 kg), Katherine Campos (63 kg), Maria Portela (70 kg), Mayra Aguiar (78 kg) e Maria Suelen Altheman (+ 78 kg).

Na disputa por equipes, que será realizada no dia 1º de setembro, a CBJ inscreveu mais seis atletas. De acordo com as regras, na competição por times os atletas das categorias ligeiro (48 kg e 60 kg) e meio-pesado (78 kg e 100 kg) não participam. Assim, vão competir Mariana Silva (63 kg), Barbara Timo (70 kg), Marcelo Contini (73 kg), Mauro Moura (81 kg), Eduardo Santos (90 kg) e David Moura (+ 100 kg).

O Brasil está em 14º lugar no ranking de medalhas do Mundial de Judô em todos os tempos, com 28 pódios (quatro ouros, sete pratas e 17 bronzes), sendo 18 desses conquistados na última década. De acordo com Ney Wilson, gestor de alto rendimento da entidade, o objetivo é superar o número de medalhas do Mundial no qual a Seleção teve o melhor desempenho: cinco medalhas em Paris, em 2011, com as pratas de Leandro Cunha (66 kg) e Rafaela Silva (57 kg) e os bronzes de Sarah Menezes (48 kg), Mayra Aguiar (78 kg) e Leandro Guilheiro (81 kg).

"Queremos conquistar mais medalhas e, pelo menos, um ouro na competição. Não será fácil, pois a cada ano o Mundial está mais difícil sobretudo com a regra de permitir mais de um atleta por país nas categorias. Mas estamos planejando e trabalhando para fazer uma grande competição. O resultado, porém, só saberemos no dia 1º de setembro", falou o dirigente.

No momento, cinco brasileiros são líderes do ranking mundial da FIJ: Victor Penalber (81 kg), Rafael Silva (+ 100 kg), Sarah Menezes (48 kg), Mayra Aguiar (78 kg) e Maria Suelen Altheman (+ 78 kg). Todos vão participar do Mundial do Rio de Janeiro como cabeças de chave número 1.

O presidente da CBJ, Paulo Wanderley Teixeira, falou sobre a próxima edição do Mundial: Um grande evento como o Mundial de Judô, o único mundial confirmado para o Rio até agora neste especial ciclo olímpico, precisa de investimentos para sair do papel. Ele também traz retorno financeiro, além da aumentar a visibilidade da cidade-sede. O Mundial vai ser transmitido para cerca de 140 países, que conhecerão um pouco do que é o Brasil. Tenho certeza que o Rio de Janeiro e o Brasil, como sede dos próximos Jogos Olímpicos, ganharão muito com a organização desse evento".

Confira a programação do Mundial de Judô Rio 2013:

23 de agosto - Assembleia Geral FIJ (9h-18h, Hotel Sofitel, Copacabana)
25 de agosto - Congresso Técnico, Sorteio das Chaves e Coletiva de Imprensa (14h, Hotel Royal Tulip, São Conrado)
26 de agosto - 60kg, 48kg (a partir de 10h, Maracanãzinho)
27 de agosto - 66kg, 52kg (a partir de 10h, Maracanãzinho)
28 de agosto - 73kg, 57 kg (a partir de 10h, Maracanãzinho)
29 de agosto - 81kg, 63kg (a partir de 10h, Maracanãzinho)
30 de agosto - 90kg, 70kg, 78kg (a partir de 9h, Maracanãzinho)
31 de agosto - 100kg, +100kg, +78kg (a partir de 9h, Maracanãzinho)
1º de setembro - Competição por Equipes (a partir de 9h, Maracanãzinho)

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
publicidade