0
MMA

Brasileiro faz luta equilibrada, mas perde para canadense no UFC 154

17 nov 2012
23h34
atualizado em 18/11/2012 às 00h54
  • separator
  • 0
  • comentários

O brasileiro Rodrigo Damm perdeu uma boa oportunidade para se consolidar entre os pesos pena do UFC, neste sábado. No Canadá, ele enfrentou o local Antonio Carvalho e fez uma luta morna, que foi decidida apenas pelos juízes. O combate foi válido pelo UFC 154 e teve resultado dividido: um árbitro deu a vitória para o brasileiro, mas dois apontaram o canadense como vencedor. Foi a segunda luta de Damm no UFC, que agora tem uma vitória e uma derrota pela principal organização de MMA do mundo.

Decisão dos juízes foi dividida e determinou derrota do brasileiro Rodrigo Damm
Decisão dos juízes foi dividida e determinou derrota do brasileiro Rodrigo Damm
Foto: Getty Images

Rodrigo Damm ficou conhecido após ter sido semifinalista do reality show TUF (The Ultimate Fighter). Na sequência, ele superou Anistávio Gasparzinho no UFC 147 e ganhou moral na organização. Tanto que entrou para o combate deste sábado acompanhado por ninguém menos que Anderson Silva, já que ambos treinaram juntos no Rio de Janeiro recentemente.

Quando a luta começou, Damm e Carvalho gastaram tempos demais apenas se estudando. Eles ficaram de pé, mas apenas trocaram chutes durante quase quatro minutos. Só nos segundos finais o brasileiro conseguiu acertar um soco no adversário, mas sem graves consequências. Ao contrário do que se esperava, Damm não levou a luta para o chão, mas pelo menos conseguiu equilibrar o combate em pé.

No segundo round os estudos continuaram, mas a troca de socos e chutes ficou mais agressiva. Carvalho chegou a cair por desequilíbrio, mas Damm não conseguiu aproveitar o que poderia ser um bom momento. Mesmo assim canadense terminou o round sangrando, depois que sofreu alguns golpes nos minutos finais.

No terceiro round a luta continuou lenta e com poucas emoções, mas novamente Rodrigo Damm teve bons momentos na troca de socos. Depois que o protetor bucal de Carvalho caiu, o brasileiro encaixou uma boa sequência que fez o canadense ficar atordoado. Mas o bom momento parou por aí e, portanto, a decisão ficou para os juízes. Para festa da torcida canadense, Carvalho foi declarado o vencedor.

Veja os resultados de outras lutas do card preliminar do UFC 154:

 

Patrick Cote vence Alessio Sakara
 
Em um confronto de lutadores experientes, os dois buscavam recuperação no UFC, já que vinham de derrotas. Motivados por isso e também pelo apoio do público ao local Cote, eles partiram para o ataque desde o começo. Após o primeiro minuto, o canadense emendou uma boa sequência certeira de socos e parecia caminhar para a vitória. Mas Sakara acertou duas cotoveladas e conseguiu a reação. Porém, tentou o nocaute com golpes ilegais e por isso Cote foi declarado o vencedor
 
Cyrille Diabate finaliza Chad Griggs

Antecedida por combates mornos e decididos pelos juízes, a luta entre os meio-pesados Diabate e Griggs trouxe um novo ânimo para o UFC 154. Afinal, Griggs mostrou agressividade e partiu para o ataque com tudo, mas exagerou na dose e foi punido por isso: o francês acertou um soco em cheio e tomou conta da luta. Com Griggs completamente atordoado, Diabate conseguiu a finalização ainda no primeiro round, com um mata-leão certeiro, após pouco mais de dois minutos de luta.

John Makdessi vence Sam Stout

Foi o único confronto entre canadenses do evento realizado em Montreal. Confiantes na luta em pé, os dois fizeram um duelo aberto desde o primeiro round, mas sempre com o mesmo resultado: Makdessi mostrou mais precisão e acertou os socos mais fortes durante toda a luta. Antes mesmo do resultado, os canadenses se abraçaram e, por fim, os juízes confirmaram a superiodade de Makdessi no confronto.

Matt Riddle vence John Maguire 

Matt Riddle é um atleta polêmico do UFC, já que foi pego no doping por uso de maconha recentemente e depois ainda mostrou um atestado para uso medicinal da substância. Mas neste sábado ele ignorou tudo isso e apenas mostrou suas qualidades para vencer com grande domínio seu adversário.

A luta foi morna nos primeiros rounds, mas sempre com domínio de Riddle. No final do segundo round houve o momento mais quente, quando Maguire partiu para a troca de socos aberta, mas mesmo assim não conseguiu virar o combate. Tanto que os juízes deram a vitória para Riddle por decisão unânime dos juízes.

Ivan Menjivar finaliza Azamat Gashimov 

A luta começou com mais iniciativa de Ivan Menjivar, mas foi Azamat Gashimov que ficou por cima quando os dois lutaram no chão. Parecia que o russo ia conseguir se impôr, mas a reação do salvadorenho foi incrível: ele travou uma surpreendente chave de braço e conseguiu a vitória por finalização.

Darren Elkins vence Steven Siler 

A primeira luta da noite foi dominada desde o início por Darren Elkins. Já no primeiro round ele conseguiu encaixar uma guilhotina que por pouco não terminou com a luta. Depois, tanto no segundo quanto no terceiro, Elkins insistiu nas tentativas de finalizações e e esteve perto de derrotar Siler. Mas a vitória do americano só veio por decisões unânime dos juízes e agora ele já está invicto há quatro combates no UFC.

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade