MMA

publicidade
08 de janeiro de 2014 • 14h51 • atualizado às 15h13

Werdum desiste de esperar por cinturão e deve enfrentar Browne

Fabrício Werdum disse que deve fazer uma luta principal em março
Foto: Getty Images
 

Sem lutar desde junho do ano passado, Fabrício Werdum cansou de esperar. O brasileiro era o próximo desafiante ao título dos pesos pesados, mas o campeão Cain Velásquez se machucou. Isso vai causar uma mudança nos planos do gaúcho: ele disse que vai aceitar a proposta já feita pelo Ultimate Fighting Championship (UFC) e enfrentar Travis Browne.

Werdum ganhou a chance de lutar pelo cinturão ao finalizar Rodrigo Minotauro, em Fortaleza. Depois que Cain massacrou Cigano, o presidente do UFC, Dana White, confirmou que o americano teria outro brasileiro pela frente.

Porém, os problemas começaram quando Cain anunciou uma lesão no ombro. O período de recuperação deixaria Werdum por muito tempo sem lutar. No começo o brasileiro hesitou sobre a possibilidade de aceitar outra luta menos importante, mas agora está convencido.

"Eu pensei sobre isso e vi que teria que esperar muito tempo para a próxima luta. E vocês (fãs de MMA) não se lembram de quem não veem", afirmou ele ao site MMA Fighting, revelando o medo de cair no esquecimento.

Travis Browne venceu três lutas seguidas em 2013
Foto: AP

Werdum admitiu que a luta contra Browne ainda não está 100% acertada, mas já deu detalhes da negociação: "eu acredito que vai ser em março, uma luta principal de evento, então terá cinco rounds".

Browne foi um dos melhores lutadores de 2014. Ele fez três lutas e venceu todas - ainda que a primeira, contra o brasileiro Gabriel Napão, tenha sido com cotoveladas polêmicas.

Werdum aposta que tem uma vantagem contra Browne: "ele não tem um bom condicionamento físico, então isso é bom para mim. Ele é explosivo quando a luta começa, tenta acabar rapidamente, então eu vejo muitas chances de derrotá-lo".

Terra