0

Morre aos 68 anos ex-treinador de Holyfield e De la Hoya

25 out 2012
20h28
atualizado às 23h38

O treinador americano Emanuel Steward morreu nesta quinta-feira em Chicago aos 68 anos e deixou uma história brilhante, com mais de 30 pugilistas que se destacaram sob a direção dele, como Evander Holyfield e Oscar de la Hoya.

» Ronda Rousey? Revista lista 5 novas razões para ver Strikeforce

Uma grave doença da qual pouco se conhece e que não foi divulgada pôs fim à vida de um dos mais prestigiados treinadores de boxe. Victoria Kirton, assistente executiva de Steward, informou apenas que a morte aconteceu em um hospital de Chicago, nos Estados Unidos.

Além de Holyfield e De la Hoya, Steward formou lutadores como Miguel Cotto, Julio César Chávez, Wilfred Benítez, Lennox Lewis e Klitschko.

Steward era proprietário do lendário Kronk Gym, em Detroit, uma das instituições dentro do boxe, famoso pelas cores vermelha e dourada que os pugilistas vestiam nos combates, e trabalhava como comentarista para o canal HBO.

O presidente do canal, Ken Hershman, disse por intermédio de um comunicado que não podia explicar com palavras a tristeza que sentiam todos os companheiros que trabalharam durante anos ao lado de Steward.

Por sua vez, o Conselho Mundial de Boxe (CMB) definiu Emanuel Steward como um dos "maiores" treinadores que teve o esporte, solicitou aos promotores que nas próximas lutas deem dez badaladas em sua honra e declarou luto de três dias.

Em foto de 2003, Emanuel Steward aparece em entrevista coletiva no Staples Center
Em foto de 2003, Emanuel Steward aparece em entrevista coletiva no Staples Center
Foto: Getty Images
Fonte: Terra

compartilhe

publicidade
publicidade