1 evento ao vivo

Vitória passa pelo Macaé e volta a sonhar com título

7 nov 2015
19h48
atualizado às 20h13
  • separator
  • 0
  • comentários

O Vitória quebrou um jejum de três rodadas para seguir firme na briga pelo acesso, quiçá pelo título. Fora de casa, a formação baiana venceu o Macaé por 2 a 0, afundou o adversário na degola e voltou a encostar no vice-líder América-MG. Os gols saíram pelos pés de Vander e Rhayner.

O tropeço do líder Botafogo para o Criciúma na rodada reacendeu as esperanças de título do clube baiano, que chega aos mesmos 60 pontos do América-MG. Na próxima terça-feira, às 19h (de Brasília), as equipes farão um confronto direto pela vice-liderança, no Independência. O Glorioso dono de 65 pontos, enfrentará o Luverdense.

Já o Macaé permanece na zona de rebaixamento, na 17ª posição, com 38 unidades. A chance de reabilitação será contra o Náutico, também na terça.

A primeira lance do jogo foi do Macaé. Fernando Neto foi lançado em profundidade e disputou a bola com o goleiro Fernández, mas o árbitro marcou impedimento. A resposta do Vitória veio pouco depois, aos nove minutos. Vander pegou uma bola escorada fora da área, arriscou de longe e acertou a pontaria, abrindo o placar para os visitantes.

O atacante quase ampliou aos 26. Acionado do lado esquerdo, passou pelos marcadores e chutou cruzado, mas acabou mandando a bola pela linha de fundo. O Macaé teve outras duas oportunidades, mas o árbitro Rodolpho Marques sinalizou posição ilegal dos donos da casa. Do lado oposto, Rafael evitou o segundo com boa defesa ao arremate de Rhayner.

No fim do primeiro tempo, o Vitória diminuiu o ritmo e esperou o Macaé no campo de defesa. Pipico recebeu cruzamento e cabeceou para fora aos 41, e, nos acréscimos, Douglas Assis carimbou a trave e perdeu uma grande chance de empatar.

Os anfitriões fizeram nova tentativa no início da etapa complementar. Aos 10, Pipico fez bela jogada individual pela esquerda, passou pela zaga e bateu cruzado no travessão. No lance seguinte, Vander também parou na trave.

Rafael fez outra linda defesa aos 20, mas ficou revoltado com um pisão de Kanu, agrediu o adversário e foi expulso. O goleiro Marcos Felipe entrou no lugar de Julião e foi acionado aos 28, quando Rafaelson apareceu dentro da pequena área e bateu forte. Aos 36, novo milagre do arqueiro suplente. Elson recebeu da direita e encheu o pé, mas Marcos Felipe apareceu na hora certa.

Aproveitando o jogador a mais, o Vitória pressionou até ampliar, nos acréscimos. Rhayner apareceu livre, carregou até a área, driblou Marcos Felipe e estufou as redes para confirmar o triunfo.

Macaé 0 x 2 Vitória
Local
: Estádio Cláudio Moacyr, em Macaé (RJ)
Data: 7 de novembro de 2015, sábado
Horário: 17h30 (de Brasília)
Árbitro: Rodolpho Toski Marques (PR)
Assistentes: Ivan Carlos Bohn (PR) e Luciano Roggenbaum (PR)
Cartões Amarelos: Douglas Assis, Pipico e Diego Corrêa (Macaé); Rafaelson e Kanu (Vitória)
Cartão Vermelho: Rafael (Macaé)
Gols: Vander, aos nove minutos do primeiro tempo, e Rhayner, aos 46 minutos do segundo tempo

Macaé: Rafael, Ramon, Frauches, Doulgas Assis (Romário); Julião (Marcos Felipe), Gedeil, Fernando Neto, Juninho e Diego Corrêa; Anderson Manga (Murilo) e Pipico. Técnico: Josué Teixeira

Vitória: Roberto Fernández, Diogo Mateus, Kanu, Ramon e Diego Renan; Amaral, Pedro Ken (Jorge Vagner), Flávio e Rhayner; Vander (Pereira) e Rafaelson (Elton). Técnico: Vagner Mancini

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade