Mundial de Futsal 2008

› Esportes › Mais Esportes › Mundial de Futsal › Mundial de Futsal 2008

Mundial de Futsal 2008

Terça, 14 de outubro de 2008, 12h01 Atualizada às 14h23

A 51s do fim, Itália empata com Irã e vai à semi

A atual vice-campeã da Copa do Mundo de futsal continua na edição 2008 da competição. Após sofrer a virada, a Itália teve forças para continuar pressionando o Irã e conseguiu, restando 51 segundos para o final, arrancar o empate por 5 a 5 na manhã desta terça-feira, no Ginásio Nílson Nélson, em Brasília, garantindo a segunda vaga do Grupo E para a semifinal da competição.

» Veja mais fotos
» Confira a tabela e a classificação
» Veja os artilheiros
» Com virada, Brasil confirma liderança

Com o resultado, a Itália (time formado inteiramente por brasileiros) ficou com os mesmos quatro pontos do Irã, mas à frente nos critérios de desempate. A liderança do chave é do Brasil, invicto até aqui na disputa e que venceu a Ucrânia por 5 a 3 também nesta manhã, no Rio de Janeiro.

Na partida desta terça, fundamental para definir o futuro de ambas as equipes, a cautela e as preocupações tátícas e defensivas deram lugar a uma partida alegre e ofensiva. Pelo menos no primeiro tempo, quando a vantagem foi italiana.

Grana, inspirado, marcou duas vezes, no primeiro e oitavo minuto da partida. Mas a vocação ofensiva dos europeus custou dois gols sofridos, de Daneshvar e Masoudi, aos 10min e 12min.

Aos 13min, Nora marcou mais um e deixou os italianos à frente do placar. Foi o suficiente para os europeus adotarem uma postura defensiva, muito conhecida no futebol de campo. Ao ser chamado para o ataque, o Irã não decepcionou.

Diante de um adversário que finalizava sem preocupação em armar as jogadas (foram 32 arremates ao todo, contra 12 do rival), os asiáticos demonstravam mais vontade. Terminariam com 88% de posse de bola e o que poderia ser uma virada histórica. Principalmente quando Hashemzadeh, aos 6min, e Hassanzadeh, aos 8min, marcaram e determinaram a virada no marcador.

A virada que parecia improvável foi o fator determinante para os italianos. Com a vantagem do empate, só voltariam a assumir o controle dentro de quadra quando voltaram a pressionar de forma desorganizada. O técnico Alessandro Nuccorini colocou o goleiro-linha e os europeus cresceram. Fabiano mostrou isso empatando tudo aos 10min.

Daneshvar, aos 15min, voltou a deixar a Itália atônita ao virar o placar novamente (gol que custou uma contusão ao incrédulo técnico iraniano Hossein Shams, com câimbras ao pular para comemorar). Mas foi aí que a tradição pesou. Os asiáticos recuaram, tentaram imitar o estilo de jogo italiano, mas Bertoni, em um chute de longe quando restavam 51s para o final, sacramentou o empate e a classificação.

Classificada, a Itália voltará à quadra nesta quinta-feira, às 12h30 (de Brasília), no Rio de Janeiro, para enfrentar o primeiro colocado do Grupo F, a Espanha, atual bicampeã da competição, repetindo assim a final da última edição.

Redação Terra

AFP
Nora comemora um dos gols italiano: empate que valeu vaga à semifinal
Nora comemora um dos gols italiano: empate que valeu vaga à semifinal

Busque outras notícias no Terra