X-Fighters

› Esportes › Mais Esportes › Mundial Motocross › X-Fighters

X-Fighters

SISTEMA DE DISPUTA

O Red Bull X-Fighters 2008 é um campeonato mundial formado por seis etapas. Os pilotos que participarem de todas elas terão direito a um descarte na pontuação, e o atleta com mais pontos após o encerramento da temporada será decretado o grande campeão.

Sistema de pontuação:

1o lugar - 100 pts
2o lugar - 80 pts
3o lugar - 65 pts
4o lugar - 55 pts
5o lugar - 45 pts
6o lugar - 35 pts
7o lugar - 30 pts
8o lugar - 25 pts
9o lugar - 20 pts
10o lugar - 15 pts
11o lugar - 10 pts
12o lugar - 5 pts

Etapas:

Os pilotos são ranqueados de acordo com a classificatória do dia anterior. Os quatro melhores colocados prosseguem automaticamente para a segunda rodada do evento principal.

Primeira Rodada 0 8 pilotos (5º ao 12º)

O 5º enfrenta o 12º, o 6º o 11º, e assim sucessivamente. Cada piloto tem uma saída de 90 segundos para ser avaliado pelos juízes.

Segunda Rodada - 8 pilotos

A segunda rodada põe os quarto melhores da classificatória ante os quatro vencedores na primeira rodada. Cada piloto tem uma saída de 90 segundos para ser avaliado pelos juízes.

Grupo A: 1º da classificatória vs. Vencedor da quarta bateria da primeira rodada
Grupo B: 2º da classificatória vs. Vencedor da terceira bateria.
Grupo C: 3º da classificatória vs. Vencedor da segunda bateria.
Grupo D: 4º da classificatória vs. Vencedor da primeira bateria.

Semifinais - 4 pilotos

Nas semis, o vencedor do grupo A enfrenta o do grupo D, e o vendedor do B, o do C. Cada piloto tem uma saída de 90 segundos para ser avaliado pelos juízes.

Decisão do 3º lugar - 2 pilotos

O piloto com resultado inferior na classificatória inicia a disputa. Cada piloto tem uma saída de 120 segundos para ser avaliado pelos juízes.

Final - 2 pilotos

O piloto com resultado inferior na classificatória inicia a disputa. Cada piloto tem uma saída de 120 segundos para ser avaliado pelos juízes.

GUIA DE MANOBRAS

Teoricamente, não existe limite para o número de manobras no motocross freestyle, e a criatividade dos pilotos é uma das características mais marcantes do esporte. Apesar disso, uma série de movimentos principais costuma fazer parte do repertório das principais estrelas do Red Bull X-Fighters. Confira:

Cliffhanger
O piloto literalmente abandona a moto, segurando-se com as pontas dos pés sob o guidão e levantando as mãos o mais alto possível.

Backflip
O backflip consiste em uma rotação completa da moto sob o eixo vertical.

Heelclicker
Nessa manobra, o piloto põe os pés acima do guidão e toca os calcanhares um contra o outro sobre o pára-lama dianteiro.

No-hand landing
Como o nome já diz, trata-se da aterrisagem sem as mãos no guidão, normalmente usada para aumentar a pontuação de uma manobra feita no ar. Em sua versão extrema, conhecida como "Suicídio", o piloto coloca ambas as mãos atrás das costas.

Superman seatgrab
O piloto agarra o assento com apenas uma mão e estende suas pernas para trás. Possui versão dupla, em que o processo é repetido em pleno ar.

Tsunami
Mantendo a moto na horizontal, o piloto lança as pernas o mais para cima possível, fazendo uma "parada de mão" sobre o guidão.

Dead body
Consiste em esticar os pés por cima do guidão e jogar as mãos para trás, deixando o corpo completamente reto.

Lazyboy
Semelhante ao "Dead Body", mas aqui o piloto coloca ambas as mão atrás da cabeça. Quanto mais o piloto esticar os braços e pernas, maior a pontuação.

Whip
Nessa manobra o piloto "chicoteia" a moto lateralmente em pleno ar.

Barhop
Com as mãos no guidão, o piloto estende as pernas por sobre o mesmo. Se cruzar as pernas, a manobra é chamada de "Indian Barhop". Se as posicionar em forma de "V", a manobra recebe o nome de "Shaolin".

MOTOS FEITAS PARA VOAR

Cinco marcas e dois países estão representados entre as motos de 250 cilindradas utilizadas pelas estrelas do Red Bull X-Fighters: KTM (Áustria) e Honda, Yamaha, Suzuki e Kawasaki (Japão).

Os motores dois tempos são mantidos originais, com a preparação restrita ao escapamento e à calibragem do acelerador para garantir máximo torque em baixas velocidades. O restante das motos, porém, sofre várias modificações:

Pára-lama dianteiro
Encurtado para aliviar peso e garantir um visual agressivo.

Garfo dianteiro
Amortecedores recalibrados para ajudar na absorção dos impactos ao aterrisar.

Placa do número
Alguns pilotos cortam a placa nos lados para possibilitar um melhor agarre durante a manobra "Cliffhanger".

Guidão
Todos pilotos utilizam guidões maiores que os originais com mais espaço livre na parte central, facilitando manobras como o "Barhop", "Candybar" e "Dead-Body".

Assento
A espuma do assento é retirada para dar mais espaço aos pilotos durante as manobras.

Pedaleiras
Alguns pilotos alargam as pedaleiras para aumentar a estabilidade durante as manobras e dissipar o impacto nos pés nas aterrisagens. Também é freqüente que as pedaleiras sejam colocadas em uma posição mais alta, tornando pulos sobre o assento mais fáceis.

Manetes
Manetes podem aparecer em diferentes partes, sempre com o objetivo de facilitar agarres da moto durante as manobras.

Pára-lama traseiro
Encurtado para dar mais espaço para manobras na traseira da moto.