Boletim

 Fale conosco
Olimpíada de Inverno
Sábado, 25 de fevereiro de 2006, 12h27  Atualizada às 12h26
Festa de Carnaval marcará o final dos Jogos de Turim
 
 Últimas de Olimpíada de Inverno
» Após façanha, Isabel Clark quer trazer neve ao Brasil
» Circo e carnaval fecham os Jogos de Inverno
» Prefeito de Vancouver recebe bandeira olímpica em Turim
» Olimpíadas de Inverno terminam em ritmo de Carnaval
Busca
Busque outras notícias no Terra:
Uma grande festa de Carnaval encerrará os XX Jogos Olímpicos de Inverno, na cerimônia de domingo à noite no Estádio Olímpico de Turim, a partir do que a Itália cederá o lugar a Vancouver-2010.

Ante 35.000 espectadores, um show de quase duas horas colocará fim a mais de duas semanas nas quais 2.500 atletas participaram das competições, rendendo homenagem ao Carnaval que nasceu na Itália antes de se estender por todo o mundo, e em meio a uma mistura de alegria e tristeza pelo final dos Jogos.

Desta vez estará presente o chefe do governo italiano, Silvio Berlusconi, que perdeu a inauguração, numa noite na qual o protocolo olímpico e a homenagem à cidade e ao país organizador serão intercalados com as notas do Carnaval, do circo e da Commedia dell''Arte.

A nostalgia também fará parte da festa, através de cenas que recordarão os filmes do cineasta italiano Federico Fellini, mas também com muito riso. Vendedores ambulantes de flores passearão entre os espectadores com a sua mercadoria, em meio a um simulacro de "perseguição" pelos fiscais.

Depois da Ferrari que esteve presente com a Fórmula 1 na cerimônia de inauguração, desta vez serão as Vespas e as Fiat Cinquecento, inspirando-se no incessante trânsito das cidades italianas com um toque felliniano. O público participará do grande Carnaval com as máscaras que cada espectador encontrará em suas cadeiras.

Os vencedores dos 50 km de esqui, prova masculina que será disputada no próprio domingo, receberão excepcionalmente suas medalhas durante a cerimônia. Como essa prova que se parece uma verdadeira maratona na neve, os organizadores quiseram recordar a mais pura tradição olímpica de Atenas.

Depois chegará o momento de passar definitivamente a realização dos jogos à cidade canadense de Vancouver: será seu prefeito, Sam Sullivan, que ficou tretaplégico depois de sofrer um acidente de esqui, que receberá a bandeira com os cinco aros olímpicos. A convidada do momento dedicado a Vancouver será a cantora canadense Avril Lavigne, antes de o palco voltar a se tingir de melancolia com a atuação de Andrea Bocelli e a extinção da chama olímpica.


 

AFP

Todos os direitos de reprodução e representação reservados. Clique aqui para limitações e restrições ao uso.