0

Náutico descarta Jorginho, mas quer logo o novo treinador

11 jun 2013
11h13
atualizado às 11h13
  • separator
  • 0
  • comentários

Depois de conseguir apenas quatro pontos em cinco jogos, o Náutico continua à procura de um treinador para substituir o ex-técnico Silas,  com a tarefa de tentar manter o time na Série A e representar bem o Estado também na Sul-Americana. Um profissional que chegou a estar próximo do acerto foi Jorginho (ex-Portuguesa), mas ele priorizou outras equipes e acabou descartado.

<p>Depois da saída de Silas, Levi Gomes assumiu interinamente e conseguiu única vitória do Náutico diante do Flamengo</p>
Depois da saída de Silas, Levi Gomes assumiu interinamente e conseguiu única vitória do Náutico diante do Flamengo
Foto: Eduardo Amorim / Brisa Comunicação e Arte - Especial para o Terra

“A gente vem trabalhando desde a semana passada com alguns nomes. Um nome que se aproximou muito do acerto foi o de Jorginho, chegou a haver um encontro pessoal com ele em São Paulo, mas surgiu esse fato do Santos e ele passou essa informação de que iria esperar uma proposta oficial do Santos. Com isso, ficou descartado”, afirma o diretor de futebol do clube, Sérgio Lins, confirmando que a diretoria voltaria a se reunir, mas que há interesse de contratar durante a folga do elenco, que segue até a próxima segunda-feira.

Depois de apresentar o lateral Eltinho e o volante Magrão, o Náutico já trata de contratar outros jogadores, já que o elenco mostrou-se um dos mais fracos da primeira etapa do Brasileiro. Mas o diretor entende “que é de fundamental importância a presença do treinador com a própria parada, o Náutico precisa se reforçar e vamos anunciar para que ele participe com a diretoria das contratações”.

Inicialmente forte e depois descartado pela rejeição que causou na torcida, Paulo César Gusmão volta a ser um dos nomes que podem ser sondados. Outros técnicos que tem seus nomes lembrados são Guto Ferreira, ex-Ponte Preta, e Zé Teodoro, ex-Santa Cruz. “Todos os nomes que a gente vinha trabalhando, nós continuamos trabalhando”, despista Sérgio Lins, lembrando que oficialmente ninguém no Timbu se pronunciou sobre PC Gusmão.

Fonte: Brisa Comunicação e Arte - Especial para o Terra Brisa Comunicação e Arte - Especial para o Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade