1 evento ao vivo

No auge, Rogerinho quer vitória inédita em RG: “seria um sonho”

30 abr 2013
08h04
  • separator

Aos 29 anos, Rogério Dutra da Silva vive o auge da carreira. Atual 86º colocado no ranking mundial, seu recorde, o brasileiro garantiu presença na chave principal de Roland Garros de maneira inédita. Com a chance de estrear descansado, ele sonha com o primeiro triunfo no torneio francês.

"Todos os Grand Slams são incríveis, mas o saibro sagrado é o de Roland Garros. Ganhar um jogo em Paris seria a realização de mais um sonho", afirmou o tenista, alegre pelo recorde no ranking mundial. "Fico feliz. É fruto do trabalho árduo que venho fazendo", completou.

Rogerinho disputou o torneio classificatório de Roland Garros nas temporadas de 2007 e 2011, sem sucesso. No ano passado, finalmente conseguiu passar pelo quali, mas encarou o gigante norte-americano John Isner, então 11º do mundo, logo na primeira rodada e foi eliminado sem ganhar sets.

"Posso ter o azar de pegar o Isner de novo, mas agora em condições diferentes. Chego com a experiência de algumas partidas em Grand Slams e estou um pouco mais experiente. Independentemente do adversário, vou tentar fazer o meu melhor e desfrutar", declarou.O ‘simples’ fato de garantir presença na chave principal é uma prova do ganho de terreno, diz Rogerinho. "Estou realizando vários sonhos. Roland Garros é um lugar sagrado do tênis. Entrando direto na chave principal, estou me firmando e me consolidando cada vez mais entre os melhores", declarou.

Vice-campeão dos Challengers de São Paulo e Santos em 2013, o brasileiro triunfou em Itajaí. Na capital paulista, ele se prepara para a disputa dos torneios qualificatórios do Masters 1000 de Roma e do ATP 250 de Nice, que antecedem o sonhado Roland Garros.

Veja também:

As campanhas mais polêmicas do futebol brasileiro
Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
publicidade