inclusão de arquivo javascript

Esportes

 
 

COB adquire Parque Aquático Maria Lenk

18 de março de 2008 11h17

Foi concedido na última segunda-feira ao Comitê Olímpico Brasileiro (COB) o direito de utilização do Parque Aquático Maria Lenk, um dos palcos dos Jogos Pan-Americanos. O contrato é de 20 anos e põe fim à procura de sete meses por um interessado em assumir a instalação. Neste mês, o prefeito Cesar Maia abriu aos quatro grandes clubes a possibilidade de um deles administrar o complexo, mas apenas Fluminense e Flamengo mostraram interesse.

» Leia mais notícias do jornal O Dia

"O COB entendia a necessidade de assumir em nome dos clubes. A Prefeitura entrega a gestão para quem é capaz de gerir e não terá custos para isso. A decisão do COB para nós é um grande alívio pois a Prefeitura pode economizar e aplicar em programas voltados para o esporte. É um passo para que o Autódromo seja um centro olímpico", disse Cesar Maia.

Além do Maria Lenk, o COB também deverá assumir o velódromo. A Arena multiuso, também localizada no Complexo do Autódromo, é gerida pela GL Events. A estimativa do prefeito, é que no primeiro ano os gastos com manutenção, contratação de pessoal, compra de material e custeio das competições programadas cheguem a R$ 7 milhões no parque aquático e R$ 3 milhões com o velódromo.

"Os custos de hoje temos condições de tê-los e vamos buscar os recursos que necessitamos para a manutenção das instalações com ações de patrocínios e incentivo fiscal. Nós não vamos pagar nada à Prefeitura. Vamos trabalhar juntos em ações com alunos da rede municipal de ensino", afirma o presidente do COB, Carlos Arthur Nuzman.

O próximo passo será selecionar uma consultoria esportiva para determinar o melhor modelo de gestão. "Vamos comunicar à Federanção Internacional de Natação e ao Comitê Olímpico Internacional essa conquista. Essas duas instalações serão fundamentais para a candidatura do Rio à sede dos Jogos Olímpicos de 2016. Vamos mostrar que o que tratamos no questionário, o Parque Olímpico, está se tornando efetivo. Esse foi um presente que o prefeito me deu", disse Nuzman, que completou 66 anos.

No projeto de utilização do Maria Lenk estão programados treinamentos para atletas olímpicos e paraolímpicos, técnicos e árbitros, além de cursos, congressos e workshops. Haverá academia de ginástica e escolinhas de natação, pólo aquático, saltos ornamentais e nado sincronizado.

O Dia
O Dia - © Copyright Editora O Dia S.A. - Para reprodução deste conteúdo, contate a Agência O Dia.