0

Organização nega "corte" de atletas no Pan de Guadalajara

29 set 2011
15h05
atualizado às 15h17
Cézar Juárez Caudillo
Direto de Guadalajara

Após a informação de que poderia existir um "corte" de atletas que participarão dos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara - o que afetaria até brasileiros -, Ivar Sisniega, diretor de operações e esportes do Comitê Organizador (Copag), explicou ao Terra que não se trata de corte, mas sim de um excesso de inscritos, o que deve ser ajustado de acordo com os regulamentos da Odepa (Organização Desportiva Pan-Americana) e das associações.

"Estamos tendo um excesso de inscritos em muitos esportes. Não há cortes, há padrões e um número limite em cada esporte. Estamos trabalhando com isso, inclusive vai haver mais atletas inscritos do que os que estavam originalmente. O número vai estar muito perto dos seis mil atletas", disse.

A principal preocupação dos brasileiros é um possível corte em algumas modalidades como natação, atletismo e tiro esportivo. Contudo, Sisniega esclareceu como seria este ajuste e negou que os nadadores brasileiros possam ser afetados.

"Na natação há um limite da Odepa de 256 nadadores e houve mais de 300 inscritos. A Uana (União Americana de Natação) faz um ajuste, é ela quem decide quem pode e quem não pode entrar de acordo com critérios técnicos", explicou.

"O primeiro critério que a Uana está aplicando é de cortar os atletas que somente vem para as provas de revezamento e que não têm provas individuais. Depois, o critério é de revisar as marcas dos atletas. Há uma pontuação da Fina e esta pontuação marca a força de cada nadador. Isso não vai afetar diretamente nenhum nadador brasileiro em provas individuais", ressaltou.

"No caso do Brasil, se houver ajuste, ele só vai afetar os nadadores que estavam inscritos somente em revezamentos. Quando muito, seriam quatro nadadores, não afetará nenhum brasileiro em provas individuais porque eles têm um nível muito alto", afirmou o diretor, aproveitando para explicar quem seriam os prejudicados de outros países.

"O ajuste afeta vários países e os nadadores que têm as marcas mais baixas de acordo com a tabela da Fina. Não afeta os melhores nadadores, mas também a Uana está garantindo que todos os países tenham direito a inscrever ao menos um nadador homem e uma mulher nos Jogos. Então, também se respeita o princípio da universalidade aplicado principalmente na natação e no atletismo", disse.

Finalmente, Sisniega apontou que no caso do atletismo não está previsto nenhum ajuste, enquanto que no tiro esportivo se efetuará o mesmo princípio da natação.

"No caso do atletismo, por sorte não houve excesso. Estamos no limite de 700 inscritos e não haverá corte. Já no tiro haverá o mesmo princípio que na natação, a mesma Confederação Pan-Americana teve que definir quem participará. Não são cortes, apenas análise de critérios técnicos, como nos Jogos Olímpicos", concluiu.

Pan 2011 no Terra

O Terra transmitirá simultaneamente até 13 eventos, ao vivo e em HD, dos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara via web, tablets e celular.
Com uma equipe com mais de 220 profissionais, a maior empresa de Internet da América Latina fará a mais completa cobertura da competição que será realizada de 14 a 30 de outubro, trazendo, direto do México, a preparação de atletas, detalhes da organização e toda a competição, com conteúdo em texto, fotos, vídeos, infográficos e muita interatividade.

Acesse também a cobertura em:
http://m.terra.com.br/guadalajara2011
http://tablet.terra.com.br
http://wap.terra.com.br/pan2011/

Diretor do Pan diz que apenas haverá um ajuste do excesso de inscritos
Diretor do Pan diz que apenas haverá um ajuste do excesso de inscritos
Foto: Mexsport
Fonte: Terra
publicidade