2 eventos ao vivo

Cipullo nega Ronaldinho, mas Felipão diz: "seria bem-vindo"

6 ago 2010
21h47
atualizado às 22h13

A possível contratação de Ronaldinho Gaúcho pelo Palmeiras recebeu o aval do técnico Luiz Felipe Scolari, que comandou o jogador na conquista do pentacampeonato mundial em 2002. No início da noite desta sexta-feira, o comandante alviverde declarou que o jogador seria muito "bem-vindo" e confirmou ter conversado com o irmão e agente do meia-atacante, Assis, para convencer o atleta a defender as cores do clube até dezembro de 2011.

"Eu e o Assis conversamos há uns 20 dias, logo quando cheguei em São Paulo. Mas não tratamos apenas deste assunto, falamos sobre algumas coisas de Porto Alegre. Até agora não tem mais nada. O Ronaldinho é um grande jogador, que admiro muito e que seria muito bem-vindo", garantiu Felipão, que preferiu se esquivar ao ser perguntado sobre o nível atual da negociação.

"Não sabemos qual que é a situação real, para trazermos ele dependemos de algumas coisas que acontecem na Itália, as quais não temos conhecimento. O Ronaldinho tem quase uma situação definida com o Milan, mas não sei se é mesmo definida, ou se é apenas uma estratégia do Milan", disse Luiz Felipe Scolari.

Apesar de o treinador mostrar-se adepto à contratação do melhor jogador do mundo nos anos de 2004 e 2005, o vice-presidente de futebol do Palmeiras, Gilberto Cipullo, negou qualquer negociação para trazer o jogador e apoiou-se em um comunicado oficial divulgado pelo Milan, o qual garantia a permanência do jogador, para dar fim à especulação.

"A última vez que conversei com o Assis foi há três meses. Não sei da onde vem isso, o Ronaldinho não sai do Milan. O Palmeiras não trabalhou para isso, e não avançou após recebermos algumas propostas para trazê-lo", garantiu o dirigente, emitindo uma opinião contrária ao do comandante.

Informações de bastidores garantem que o Palmeiras está próximo de juntar a quantia necessária de R$ 18 milhões para obter o empréstimo de Ronaldinho. Atualmente, o clube de Palestra Itália detém metade do valor e depende de investimentos de terceiros para acionar uma proposta oficial para o Milan, a qual prevê a estadia do jogador em São Paulo até dezembro de 2011.

Felipão aprovou a possível vinda de Ronaldinho
Felipão aprovou a possível vinda de Ronaldinho
Foto: Ricardo Matsukawa / Terra
Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
publicidade