Palmeiras

Palmeiras

publicidade
05 de novembro de 2012 • 13h20 • atualizado às 13h32

Com Libertadores e Série B, Palmeiras admite montar 2 times para 2013

Sampaio já admite rebaixamento ao falar do planejamento de 2013
Foto: Edson Lopes Jr. / Terra
 

Garantido na Copa Libertadores de 2013 e ao mesmo tempo perto de ser rebaixado para a Série B do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras cogita montar duas equipes diferentes para o próximo ano. O planejamento foi confirmado pelo gerente de futebol do clube alviverde, César Sampaio, que afirmou que a direção do time paulista já começou a traçar tipos distintos de programação para a temporada seguinte.

» Veja como eram os astros do futebol mundial na infância

"Temos nosso planejamento. Sem dúvidas, o momento que atravessamos faz com que tenhamos três planos, dependendo do calendário de 2013, mas já trabalhos internamente com a possibilidade de precisarmos montar dois times, um para o primeiro semestre e outro para o segundo. Também há o plano de montar uma equipe só, que engloba não só o semestre inicial, como também o segundo", explicou.

O Palmeiras empatou por 2 a 2 com o Botafogo, neste domingo, e ficou ainda mais distante de deixar a zona de rebaixamento na competição nacional. Faltando quatro rodadas para o término do Campeonato Brasileiro, o time comandado por Gilson Kleina ocupa a 18ª colocação na tabela de classificação, com 33 pontos, estando sete pontos atrás do Bahia, primeiro clube que não cairia para a Série B.

A possível queda de divisão interferiria na busca por contratações para 2013. Segundo César Sampaio, será complicado contratar um jogador de alto nível caso o rebaixamento para Série B seja confirmado, mesmo com a vaga assegurada na Libertadores.

"São momentos diferentes, dificilmente um atleta de nível A, de Série A, vai se dispor a jogar. Não digo do nosso elenco, mas para trazer alguém de fora e que esteja em destaque, tendo uma segunda divisão no segundo semestre, dificulta a negociação", completou.

No entanto, apesar de cogitar planejamento distinto se o Palmeiras for rebaixado, o dirigente mostrou confiança na manutenção do clube alviverde na elite do futebol nacional. O desempenho dos atletas no empate com o Botafogo manteve esperança em César Sampaio, que elogiou a presença dos torcedores na Arena da Fonte Luminosa, em Araraquara.

"Agradecemos o apoio, na maior parte nos apoiaram. Saímos descontentes, estamos juntos nessa batalha, nessa recuperação na reta final. Reforço o coro daqueles que acreditam. Sabemos que muitos estão tratando o Palmeiras como rebaixado, mas estou na contramão, pois saio do jogo confiante pelo que apresentamos", encerrou.

O próximo seguinte da equipe comandada por Gilson Kleina válido pelo Campeonato Brasileiro será realizado no próximo domingo, às 17h (de Brasília), quando mede forças com o Fluminense em Presidente Prudente. Líder da competição, com 73 pontos, o clube carioca pode garantir o título nesta partida, caso some pelo menos um pontos e o segundo colocado, Atlético-MG, seja derrotado pelo Vasco, no estádio Independência.

Baixe gratuitamente o aplicativo Sigo meu Time e acompanhe seu time do coração

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva