0

Cristaldo fecha acordo e se torna 5° argentino do Palmeiras

12 ago 2014
14h54
atualizado às 15h05
  • separator
  • 0
  • comentários

Indicado pelo técnico Ricardo Gareca, o atacante Jonatan Cristaldo foi confirmado, na tarde desta terça-feira, como reforço do Palmeiras, O jogador de 25 anos, que estava atuando no Metalist, na Ucrânia, fechou acordo de quatro anos com o clube paulista para se tornar o quarto argentino do elenco - se incluir o treinador, o número sobe para cinco. Como promessa, adiantou que não vai faltar raça dentro de campo.

<p>Jonathan Cristaldo acertou com o Palmeiras por quatro anos de contrato</p>
Jonathan Cristaldo acertou com o Palmeiras por quatro anos de contrato
Foto: Mario Carlini/Iguana / Getty Images

"A verdade é que se trata de um passo muito importante na minha carreira poder vir ao Brasil e na equipe que mais tem campeonatos. É uma honra e espero cumprir todos os objetivos que tenho e poder dar boas alegrias à torcida neste ano do centenário. Deixarei tudo em campo por essa camisa. A gana nunca vai me faltar e, jogando bem ou mal, deixarei tudo em campo", adiantou, em entrevista ao site do clube.

Além de Cristaldo, o técnico Ricardo Gareca também pediu e foi atendido pela diretoria na contratação dos argentinos Tobio (zagueiro), Allione (meia) e Mouche (atacante). O clube não confirmou os valores da negociação, mas adiantou que o pagamento ao Metalist será realizado em duas parcelas: uma imediata e a outra ao final do ano.

O atacante afirmou que conhece o Palmeiras há muito tempo e disse se lembrar, na infância, das atuações do time que contava com o meia Alex como destaque, no final dos anos 90. "Sou alto, mas tenho bastante força", disse o jogador, que mede 1,75 m e se colocou à disposição para atuar em posições variadas no ataque: pode ser desde o homem de referência até atuar como ponta. O entrosamento, ele crê, não deve deve ser problema.

"Ter argentinos facilita e me deixará mais rapidamente integrado ao grupo. Mas estou acostumado a trabalhar com brasileiros. No Metalist, fui companheiro de Cleiton Xavier, Marlos, Taison, Rodrigo Moledo e Willian. No Bologna, do Nixon. Enfim, sempre joguei e me dei muito bem com brasileiros", enumerou Jonatan Cristaldo.

 

 

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade