0

Empatar com Corinthians é visto como "baita aprovação" no Palmeiras

17 fev 2013
19h41
atualizado às 21h38

O Palmeiras vencia o Corinthians por 2 a 1 até os 27 minutos do segundo tempo, quando sofreu gol de Romarinho. Mas a sensação não é de que o time perdeu dois pontos neste domingo. O Verdão deixou o Pacaembu satisfeito por ter empatado com o atual campeão da Libertadores e do Mundial.

"Para nós, serviu como uma baita aprovação", comentou Wesley. "Foi de grande importância. Não jogamos contra qualquer equipe, o Corinthians tem alta qualidade, ótimos jogadores e um entrosamento muito grande. Saio com gostinho amargo porque conseguimos ficar na frente, mas somamos um ponto importantíssimo", ressaltou.

O volante Souza concordou com o colega. "Fica meio ruim porque estávamos com a vitória, mas ficamos felizes por nosso desempenho e dedicação", enalteceu o meio-campista, comprovando o que foi visto em campo.

Depois de fazer 2 a 1 aos oito minutos do segundo tempo, o Palmeiras passou a tentar segurar a bola e, principalmente, bloquear a área de Fernando Prass. O posicionamento se manteve mesmo depois que o maior rival selou o empate, com Gilson Kleina fazendo alterações que deixaram o time ainda mais preocupado em marcar na sua intermediária.

"Saímos com um sentimento de que provamos que poderíamos ganhar. Pegamos uma equipe muito entrosada, mas fiquei muito feliz. Os jogadores honraram a camisa. Os torcedores estavam em menor número, mas levaram energia para nós", ressaltou o treinador, ciente de que o Verdão, visitante no Derby, só teve direito a dois mil ingressos.

As declarações no Palmeiras deixam clara a sensação de superação, já que a equipe acabou de ser rebaixada para a segunda divisão do Campeonato Brasileiro. "Temos muito a crescer ainda. O Palmeiras está passando por uma reformulação difícil, mas estamos tentando superar na vontade. Tudo foi válido", ressaltou Wesley.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
publicidade