0

Kleina minimiza 3º empate em clássicos: "vamos vencer na hora certa"

25 mar 2013
07h23
atualizado às 07h23
  • separator
  • 0
  • comentários

O Palmeiras já fez seus três clássicos da primeira fase do Campeonato Paulista e conquistou apenas três pontos nos confrontos. No último domingo, no Pacaembu, a equipe alviverde ficou no 0 a 0 com o Santos, acumulando um novo empate. O técnico Gilson Kleina, entretanto, não se preocupa com os resultados, e crê que o triunfo virá eventualmente.

"O Palmeiras fez clássico praticamente a cada duas ou três rodadas. É uma equipe em formação e por isso poderia ter perdido. Alguns se sobressaíram, se superaram. Estamos com consciência de jogo ainda melhor. Queríamos ganhar, mas acredito que vamos vencer na hora certa", disse o treinador, que ainda afirmou que considera que o Palmeiras foi melhor nos três jogos.

<p>Gilson Kleina tem confiança de que a vitória em clássico virá para o Palmeiras</p>
Gilson Kleina tem confiança de que a vitória em clássico virá para o Palmeiras
Foto: Bruno Santos / Terra

O time alviverde ficou no 0 a 0 contra São Paulo e Santos, além de ter empatado por 2 a 2 com o Corinthians. Nos clássicos zerados, ficou evidente que o reformulado elenco do Palmeiras ainda tem peças a serem preenchidas. O fato é reconhecido por Kleina.

"Trazer umas peças pontuais é importante, mas é importante saber que temos que solucionar os erros e evoluir. A  gente sabe que o clube está passando por uma transição em todos os sentidos e a diretoria está atenta. Pelas conversas que eu tenho com a diretoria, eles também querem fazer uma equipe forte", afirmou o treinador.

Kleina ainda elogiou o atacante Vinícius, jogador que lida com críticas da torcida. Contra o Santos, o jogador entrou no segundo tempo e teve chance de dar gol a Leandro, mas errou cruzamento, mandando a bola por cima do companheiro de time.

"A gente não desiste de jogador nenhum, tenta preservar da melhor forma possível, porque são eles que vão dar condição de vitória. Entendo também que a torcida deva apoiar, já que é um garoto criado dentro do Palmeiras, com a identidade. Ele sofre também, mas vai saber assimilar e dar a volta por cima", avisou Kleina.

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade